Connect with us

Politica

Conflitos na RDC sobre a mesa de reunião do PR com embaixador norte-americano

Published

on

Questões relacionadas com o conflito no Leste da República Democrática do Congo, a cooperação bilateral e os investimentos comuns no domínio energético e no quadro da implementação do Corredor do Lobito, estiveram sobre a mesa do encontro que o presidente João Lourenço manteve com o embaixador dos Estados Unidos da América em Angola, esta terça-feira, 07, na Cidade Alta.

Em declarações aos jornalistas, Tulinabo Mushingi referiu que o Governo norte-americano “vai continuar a colocar a crise prevalecente na Região dos Grandes Lagos no topo da sua agenda, tentando convencer os diferentes autores envolvidos, que a paz é o melhor caminho a seguir a fim de continuarem a produzir os resultados positivos para os cidadãos”.

Avançou ainda que no fim-de-semana, o Secretário de Estado dos EUA, Antony Blinken, falou ao telefone com os presidentes do Ruanda, Paul Kagame, e da República Democrática do Congo, Félix Tshisekedi, pedindo aos mesmos “para continuarem a apoiar os esforços de paz que vêm sendo empreendidos pelo Campeão da União Africana para a Paz e Reconciliação”, João Lourenço.

De recordar, que durante a Cimeira Extraordinária da Comunidade de Desenvolvimento da África Austral, que reuniu Chefes de Estado e de Governo, em Luanda, foi conferido mandato ao Presidente em Exercício da SADC, João Lourenço, para, “coadjuvado pela Troika do Órgão, intensificar os esforços diplomáticos entre a RDC e o Ruanda com vista à consecução de uma paz duradoura” naquele país vizinho.

No que diz respeito às relações bilaterais, Tulinabo Mushingi revelou que foram discutidas “as relações bilaterais e os investimentos em comum no domínio energético e do Corredor do Lobito, que não abrange apenas os Caminhos-de-Ferro, mas também toda a infra-estrutura transformadora do projecto de dimensão internacional”.

Recordou ainda, que no final de Outubro, foi assinado um Memorando de Entendimento para apoiar o desenvolvimento do Corredor do Lobito entre os diferentes parceiros, a saber, Angola, Estados Unidos da América, a União Europeia, a República Democrática do Congo, a Zâmbia, o Banco Africano de Desenvolvimento (BAD) e a Africa Finance Corporation.

“Estamos a implementar o multilateralismo num projecto que vai beneficiar não só os angolanos, mas o mundo e a região”, ressaltou o embaixador dos EUA.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Colunistas