Connect with us

Lifestyle

João Cassanda e Virgílio Pinheiro vencem Grande Prémio ENSA Arte 2024

Published

on

Os artistas João Cassanda e Virgílio Pinheiro são os grandes vencedores da XVII edição do Prémio ENSA Arte, de 2024, ao levarem para cada seis milhões de Kwanzas cada, distinguidos na cerimónia realizada nesta quinta-feira, 25n no museu da Moeda, em Luanda.

Com a obra Mumuíla Feliz, João Cassanda, natural da Huíla, convenceu o corpo de jurado ao arrebatar o primeiro lugar na disciplina de Pintura da bienal premiação ENSA Arte. Já Virgílio Pinheiro venceu o grande prémio na disciplina de Escultura.

Além dos respectivos cheques de seis milhões de Kwanzas cada, os dois receberam também um troféu cada, para além de um kit de material das respectivas disciplinas artísticas.

Com a obra Sem título, Leandro Marques foi distinguido como segundo classificado na categoria de Pintura e Sozinho Lopes, na categoria de Escultura, com a obra “Mbaty, o Rosto da Filosofia da Luta Contra a Corrupção” venceu o segundo lugar.

O Prémio ENSA-ARTE é reconhecido como o mais prestigiado galardão atribuído aos fazedores de arte nas categorias de Pintura e Escultura, sendo que o Cinema foi incluído como nova categoria nesta edição e receberam cada, um cheque no valor de 3.500 mil Kwanzas.

Outras distinções

A edição XVII do Prémio ENSA-ARTE, distinguiu ainda outras categorias, como Prémio Juventude escultura, atribuído à Nelson Matias, e prémio Juventude Pintura, atribuído à Emerson Manuel, tendo cada um deles, levado para casa um cheque no valor de um milhão de Kwanzas. Na categoria especial Cinema, o vendedor foi João Ngangula, com o filme Marcas de Guerras, de um minuto.

Já o artista Vicente Manuel sagrou-se vencedor Aliançe Françoise da disciplina Cinema, com o filme Desperdício. Como prémio a Aliança Françoise atribuiu-lhe dois meses de residência artística na cidade francesa de Marselha, com direito a frequência de um curso de língua.

A menção honrosa foi atribuída ao artista Wilson Oliveira.

Além dos grandes vencedores, a ENSA premiou também os artistas das outras duas categorias: João Ngangula foi o vencedor na categoria de Cinema – Filme Num Minuto – com a obra “Marcas da Guerra”, e Vicente Manuel venceu o prémio Alliance Française com o filme “Desperdício”.

O Presidente da Comissão Executiva da ENSA Seguros, Mário Mota Lemos, disse na cerimónia, que tem sido um grande orgulho para a ENSA Seguros de Angola contribuir para o incentivo, reconhecimento e valorização da expressão artística no país ao longo dos últimos 30 anos.

O ministro da Cultura, Filipe Zau, à quem coube a missão de entregar ao prémio vencedor mostrou-se feliz, sobretudo por ter tido oportunidade, de o conhecer na província do Bié, onde teve o primeiro contacto com a obra.

“Fiquei completamente espantado … e curiosamente eu o conheci no Bié, numa exposição e comprei o quadro. E precisamente pelo tipo de expressivismo que ele apresenta eu fiquei completamente espantado”, disse o governante.

O Prémio ENSA-ARTE é um concurso de âmbito nacional e com periodicidade bianual, tendo como destinatários jovens e conceituados criadores de obras de pintura e escultura que protagonizam tendências estéticas destas duas modalidades.

A ENSA Seguros de Angola celebrou o seu 46º aniversário a 15 de Abril, data que assinala o início das suas operações em 1978.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *