Connect with us

Angola que dá certo

Coca-Cola e Refriango instalam quatro ecopontos para impulsionar a recolha e separação de resíduos sólidos 

Published

on

A Coca-Cola e o seu parceiro engarrafador em Angola, a Refriango, anunciaram hoje a instalação de quatro ecopontos nas cidades de Lobito e Benguela para impulsionar a recolha selectiva e reciclagem de resíduos sólidos nos municípios. Implementada no âmbito do projecto “O Ecoponto-Reciclar Econnosco“, a iniciativa é realizada em parceria com a ONG Guardiões da Costa Mwangolé e com o apoio institucional do Governo Provincial de Benguela.

O projecto “O Ecoponto-Reciclar Econnosco” é um projecto de sustentabilidade ambiental focado na instalação de quatro ecopontos com contentores diferenciados para resíduos sólidos (plásticos, metal e papelão), em locais estratégicos em Benguela e no Lobito. O programa visa, igualmente, consciencializar sobre a importância da reciclagem a nível ambiental, económico e social, destacando o compromisso da Coca-Cola com o “World Without Waste”, iniciativa que busca, até 2030, recolher e reciclar todas as garrafas ou latas vendidas pela multinacional.

“Na Coca-Cola, acreditamos que temos a responsabilidade de ajudar a resolver a crise global de resíduos plásticos, e estamos a usar a nossa escala e alcance em diversos mercados para atingir os nossos objectivos de sustentabilidade, suprimir a poluição por resíduos e reduzir a nossa pegada de carbono”, disse Paula Lima, Directora de Marketing da Coca-Cola em Angola. 

“Como sistema, queremos garantir que, até 2030, cada garrafa ou lata seja recolhida e reciclada. Esse é o nosso impulso para liderar com acções concretas e inspirar indivíduos a juntarem-se a nós nesta nossa missão de reciclagem adequada, garantindo que as nossas embalagens não terminem onde não deveriam. A instalação dos Ecopontos, hoje, está alinhada com essa meta”, acrescentou.

O projecto também visa consciencializar sobre a importância da reciclagem a nível ambiental, económico e social, através de uma extensa campanha de comunicação nas comunidades-alvo, para impulsionar a cultura da reciclagem, incentivando as pessoas a envolverem-se em práticas responsáveis de separação e reciclagem de resíduos sólidos. 

Tânia Jardim, Administradora de Marketing da Refriango, empresa que produz e distribui as marcas da Coca-Cola em Angola, reiterou também a aposta na economia circular como “um desígnio nacional para o qual se deve trabalhar continuamente”. “Hoje assinalamos o Dia Nacional do Ambiente, efeméride que nos incita a fazer um balanço de todos os esforços desenvolvidos para que Angola atinja um nível superior em matéria de desenvolvimento sustentável. Ao inaugurar, neste dia especial, os ecopontos nas cidades de Benguela e do Lobito, reiteramos o papel activo da Coca-Cola, da Refriango e dos Guardiões da Costa Mwangolé, com o apoio Institucional do Governo de Benguela para criar e impulsionar um movimento verde que melhore o meio ambiente e a qualidade de vida das populações, através da participação na economia circular. Um movimento que envolve a sociedade civil e o tecido empresarial nacional, no âmbito da sua responsabilidade social, e que apoia as políticas do executivo angolano em vários domínios: protecção, preservação e conservação da qualidade ambiental; controlo da poluição; áreas de conservação; valorização do património natural: e preservação e uso racional dos recursos naturais.” Estas metas, relembra ainda Tânia Jardim, “enquadram-se nos Objectivos de Desenvolvimento do Milénio, nomeadamente Saúde e Bem-Estar, Educação de Qualidade, Cidades e Comunidades Sustentáveis e Vida Submarina, fundamentais para o futuro de Angola.”

No Lobito, os ecopontos foram estrategicamente instalados em áreas de alta visibilidade, como a  Avenida Salvador Correia, Largo Luís de Camões, Restinga e na Avenida da Independência, passeio da Shoprite, Lobito. Em Benguela, os ecopontos podem ser encontrados no Mercado Municipal da Cidade garantindo fácil acesso à comunidade.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas