Connect with us

Mundo

Zelenski avisa à NATO: “Se a Ucrânia cair as tropas russas estarão nas vossas fronteiras”

Published

on

O presidente da Ucrânia, Volodymyr Zelensky, fez um pedido à NATO, para que detenha a força aérea russa, que tem continuado a fazer bombardeamentos no seu país.

Numa entrevista à Reuters e à CNN, o presidente ucraniano deixou ainda um alerta, sublinhando que se isso não acontecer haverá consequências para os países da aliança.

“É importante saber que se a Ucrânia cair, essas tropas (russas) estarão nas fronteiras dos vossos países, fronteiras de membros da NATO: Lituânia, Polónia, etc”, afirmou.

Segundo aquele presidente europeu, “haverá lá o mesmo problema do que aqui. Haverá uma segunda ronda de testes, porque também haverá provocações. Daí a zona aérea proibida, fechar o espaço aéreo. São medidas preventivas”, explicou.

“Não se trata de arrastar países da NATO para a guerra. A verdade é que toda a gente foi desde logo arrastada para a guerra, não pela Ucrânia, mas sim pela Rússia”, disse.

O presidente ucraniano explicou, por outro lado, que “está em curso uma guerra em grande escala e toda a agente achava que acabaria depressa, mas não me ouviram. Disse-lhes que a Ucrânia irá lutar, mas sozinhos contra a Rússia não conseguimos”, reconheceu.

Na mesma entrevista, Zelensky deixou um apelo à Rússia para que páre com os bombardeamentos, de forma a que as negociações possam prosseguir esta quarta-feira.

Queremos que haja diálogo, mas no mínimo os bombardeamentos têm de parar”, afirmou. “Para podermos falar, não pode haver aviões a sobrevoar e bombardeamentos a acontecer”, reiterou o presidente ucraniano.

“Estamos prontos para falar de garantias de segurança para a Ucrânia, mas depende dos nossos parceiros”, concluiu.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *