Connect with us

Destaque

ZAP suspende transmissão da SIC em Angola

Published

on

A operadora de televisão por satélite Zap, da empresária Isabel dos Santos, interrompeu hoje a difusão dos canais SIC Internacional e SIC Notícias nos mercados de Angola e Moçambique, decisão à qual a SIC “é alheia”.

De acordo com a agência noticiosa AFP, a difusão dos dois canais portugueses foi hoje suspensa, depois de recentemente terem divulgado reportagens críticas ao regime de Luanda.

Num comunicado tornado público, a SIC diz que é alheia à decisão da retirada dos seus canais SIC Internacional e SIC Notícias da plataforma de distribuição Zap em Angola e Moçambique”.

Questionado na SIC Notícias sobre esta situação, Francisco Pedro Balsemão, CEO da Empresa, afirmou que “a SIC Internacional África é uma aposta que foi lançada ontem e, lamentavelmente, não estamos em todas as plataformas que gostaríamos”, também justificando tal facto com “razões que nos são alheias”.

O CEO da Impresa acrescentou, porém, esperar que a Zap venha a integrar a SIC Internacional África na sua plataforma, dizendo estar certo de que “no futuro isso voltará a acontecer”.

“Esta distribuidora continuará a exibir os canais SIC Radical, SIC Mulher, SIC K e SIC Caras em exclusivo para os mercados angolano e moçambicano”, adiantou a mesma fonte, acrescentando que “os dois canais [SIC Internacional e SIC Notícias] podem continuar a ser vistos na DStv em Angola e Moçambique e na StarTimes em Moçambique”.

Contactada pela AFP, António Miguel, representante da ZAP, adiantou que os dois canais – SIC Notícias e SIC Internacional “já não fazem parte do pacote distribuído pela Zap devido a uma mudança da grelha de difusão dos programas”.

O responsável não adiantou mais explicações para esta decisão.

A Zap iniciou a sua actividade no mercado angolano em Abril de 2010 e é actualmente a maior operadora de TV por satélite em Angola.

 

Colunistas