Connect with us

Mundo

Xi Jinping diz que Rússia e China são “bons vizinhos”

Published

on

O presidente chinês, Xi Jinping, na sua chegada a Moscovo esta segunda-feira, 20, afirmou que a Rússia e a China são “bons vizinhos” e “parceiros de confiança”.

Xi Jinping disse que “durante a visita” à Rússia espera “trocar pontos de vistas” com Vladimir Putin em assuntos do âmbito das “relações bilaterais” e também “em tópicos de interesse mútuo” dos dois países na comunidade internacional, avança agência de notícias russa RIA.

“Estou confiante de que a visita será frutífera e dará um novo impacto às relações saudáveis e estáveis entre a China e a Rússia”, disse Xi Jinping, voltando a referir a “cooperação estratégica de uma nova era”.

Xi Jinping indicou que a China e a Rússia são “duas potências” e “membros permanentes” do Conselho de Segurança das Nações Unidas. Os dois países desempenham, por isso, “um papel importante nos assuntos internacionais”.

“A China está disposta, juntamente com a Rússia, a defender um sistema internacional centrado nas Nações Unidas”, destacou Xi Jinping, salientando que os dois países defendem uma visão da comunidade internacional de “multilateralismo, da multipolaridade global e da democratização das relações internacionais”, visando a “governança global numa maneira mais justa e racional”.

Após a visita de três dias à Rússia, Xi deverá ter conversações, por videoconferência com o presidente ucraniano, Volodymyr Zelenskyy, naquela que seria a primeira conversa entre os dois desde o início da guerra. Os analistas dizem, no entanto, que a probabilidade de um grande avanço sobre a Ucrânia é pequena.

A iniciativa de paz que a China apresentou há algumas semanas não satisfez nem Kiev, nem Moscovo, nem o ocidente, mas colocou Xi no papel de mediador, papel que ele também desempenhou com sucesso entre dois países aparentemente irreconciliáveis, como a Arábia Saudita e o Irão.

Colunistas