Connect with us

Politica

Webinar discute implementação adequada dos sistemas de transporte sustentáveis em Angola

Published

on

Uma acção de capacitação em Parcerias Público-Privadas (PPP) para plataformas logísticas em Angola, em webinar, tem lugar nesta quinta e sexta feira, em Luanda, com o objectivo de garantir uma implementação adequada dos sistemas de transporte sustentáveis em Angola. o evento é aberto a participação de stakeholders dos sectores público e privado envolvidos nas actividades de agricultura, comércio, transporte e logística no país.

De acordo com o comunicado do Ministério dos Transportes, enviado ao Correio da Kianda, o principal objectivo do evento é aumentar o conhecimento sobre o papel das plataformas/hubs logísticos, partilhar experiências e promover o diálogo e a cooperação entre os principais stakeholders entre públicos e privados.

A acção financiada pela União Europeia será organizada pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (CNUCED) em colaboração com o Ministério da Indústria e Comércio (MINDCOM), Ministério dos Transportes (MINTRANS) e a Agência Reguladora de Certificação de Carga e Logística de Angola (ARCCLA).

O principal objectivo é aprimorar a logística de transporte e comércio em Angola por meio da melhoria do desempenho e da sustentabilidade económica, social e ambiental do sector, da elaboração de estratégias de logística de transporte e comércio que permitam o desenvolvimento económico e comercial e a diversificação, bem como a identificação e mapeamento de ligações entre sectores económicos e infra-estrutura, serviços e redes de transporte e logística, e da promoção de Parcerias Público-Privadas (PPPs) em infra-estrutura e serviços de transporte e logística, incluindo centros/plataformas logísticas.

O programa prevê que na quinta-feira, 15, serão realizados dois webinars. O primeiro webinar abordará os conceitos de plataformas/hubs logísticos e os modelos de PPP que podem ser aplicados para cada caso. Entre as 10:30 e as 12:30, acontece o segundo webinar do dia, dedicado a abordar desenvolvimentos mais recentes no sector, discussão de oportunidades, principais desafios e potenciais próximos passos para o desenvolvimento de projectos de plataformas logísticas, incluindo opções de financiamento e PPPs.

Na sexta-feira 16, das 10:30 as 13:00, os webinars serão organizados via Zoom e ministrados em Português e Inglês com tradução simultânea.

O Ministério dos Transportes considera fundamental o desenvolvimento de infra-estruturas logísticas eficientes em Angola, por entender ser suporte para a estratégia do executivo na tarefa de diversificar a economia e reduzir a sua dependência das receitas dos sectores de petróleo e gás natural.

Plataformas, centros ou instalações de logística podem realizar uma série de operações para proceder o processamento de mercadorias, como armazenamento, distribuição, movimentação, desembaraço aduaneiro e outros serviços de logística e transporte, o que permite as mesmas de funcionar como motores para o crescimento económico e desempenhar um papel importante no aumento da eficiência e da sustentabilidade do sector.

As plataformas logísticas podem, também, desempenhar a função de pontos de conexão entre áreas de produção aos mercados doméstico e regional/internacional.

A estratégia do ministério dos Transportes para a superação dos desafios de logística e de infra-estrutura passam pelo recente lançamento da iniciativa de promoção da Rede Nacional de Plataformas Logísticas (RNPL), que deverá funcionar como motor para as regiões onde serão instaladas e que fomentará o escoamento de mercadorias de e para Angola.

A Agência Reguladora de Certificação de Carga e Logística de Angola, outra entidade criada recentemente pelo ministério dos transportes, é responsável pela implantação da Rede Nacional de Plataformas Logísticas, a partir das Plataformas Logísticas de Arimba, Caála, Lombe, Luau, Luvo e Soyo.

Além do ministro dos Transportes Ricardo D´Abreu, que fará o discurso de abertura, o evento contará com participação da Directora da Divisão de tecnologia e logística, Shamika N. Sirimanne, da Embaixadora da União Europeia em Angola, Jeannette Seppen, entre outras.