Connect with us

Economia

Voos da TAAG para EUA em avaliação pelas autoridades norte-americanas

Published

on

Os voos da companhia angolana de bandeira nacional, TAAG, para os Estados Unidos da América estão a ser avaliados pelas autoridades norte-americanas.

A informação foi avançada esta quinta-feira, 07, no HTCA, em Luanda, pelo Inspector do TAS, Dennin Nelson, no primeiro “Fórum sobre segurança da aviação civil contra actos de interferência ilícita”.

O especialista americano, responsável pela fiscalização das companhias estrangeiras que pretendem voar para o seu país, explicou que o processo tem várias fases.

Dennin Nelson revelou que para a companhia nacional TAAG entrar nos Estados Unidos, o processo começa pelo Departamento das autoridades económicas, passa pelos actos migratórios, através do qual o aeroporto internacional Dr. António Agostinho Neto está a ser avaliado, sobre os aspectos da segurança e de logística, tanto da companhia como do aeroporto angolano.

“Quando a companhia passa por essa fase, atribui-se a certificação de operacionalidade”, referiu. Mas antes, explicou, “faz-se a determinação dos tipos de voos que a companhia deverá fazer, entre de mercadoria e ou de carga”.

O passo a seguir é, de acordo com Dennin Nelson, o processo de visitas aos aeroportos do país de origem, com a realização de auditoria e revisão à infra-estrutura.

“Esta equipa de peritos, que é enviada dos EUA, pela TAS, revisa também os sistemas de segurança aérea”, explicou.

No caso de a visita de peritos apurar que o aeroporto do país de origem não reúne os requisitos, disse que a companhia tem direito a seis meses para conformar e superar as insuficiências.

“E se mesmo assim não conseguir, aí o processo recomeça de novo”, expôs e acrescentou: “só depois é autorizada a escala de voos, a classificação da categoria do aeroporto”.

O especialista revelou que 45 dias é o tempo máximo para que as autoridades norte-americanas apresentam o relatório de avaliação.