Connect with us

Sociedade

Violência: INAC denuncia queimaduras feitas por familiares em crianças

Published

on

A porta-voz do Instituto Nacional da Criança (INAC) afirmou que a instituição registou, na última semana, 57 casos de agressão física contra menores, com destaque para as denúncias de queimaduras em algumas crianças.

Rosalina Domingos explicou que os maiores agressores são os progenitores ou pessoas próximas da família.

Dos casos registados em Luanda, acrescentou, o de maior relevância foi no município do Cazenga, onde uma mãe queimou as costas da filha, por supostamente ter retirado coxas de frango na casa da vizinha.

Ainda em Luanda, há a destacar o caso de uma menor, de dez anos, cujos membros superiores foram queimados por ter subtraído 10 mil kwanzas da mãe.

Casos semelhantes também foram registados no Bié, com realce ao de uma criança, de dois anos, que foi queimada nas mãos pelo pai, tendo mantido o menor escondido para não ter acesso à assistência médica, com receio de represálias.

No Cuanza Norte, disse, uma criança de três anos foi queimada pela mãe por ter comido o jantar. A mãe, referiu, está detida e a criança recebe tratamento médico.

A porta-voz da instituição garante que todos os casos foram encaminhados aos comandos provinciais, gabinetes da Acção Social, bem como aos serviços províncias do INAC.