Connect with us

Sociedade

Vinte barragens no país correm risco de desabamento

Published

on

Das 189 barragens existentes no país, 20 vão beneficiar de intervenção por apresentarem risco de desabamento, identificadas pelo Projecto de Inventariação Nacional de Barragens.

A informação foi avançada esta terça-feira, 21, pelo Ministro da Energia e Águas, no final da nona sessão ordinária do Conselho Nacional de Águas, orientada pela Vice-Presidente da República, Esperança da Costa.

O ministro fez referência das barragens da Quiminha e do Loma 1, na província de Benguela, que neste momento estão desactivadas por apresentarem fissuras, e que vão beneficiar de intervenção urgente no âmbito do trabalho que está a ser desenvolvido.

João Baptista Borges aponta também como causas a má utilização da terra, assim como a extracção mineira com recursos a máquinas que afectam as nascentes e água que provem dela.

O ministro referiu, por outro lado, que o cadastro nacional dos recursos hídricos vai evitar vários conflitos ligados ao uso da água.

Recordar que recentemente, mais de 500 pessoas ficaram afectadas e perto de 500 hectares de cultivo agrícola também foram destruídos, assim como 70 residências ficaram inundadas, na zona da Burgalheira, localidade do Panguila, devido ao transbordo do rio Bengo.

Em causa está a abertura das comportas das albufeiras da barragem da Quiminha.

Colunistas