Connect with us

Sociedade

Viana: Administração municipal preocupada com gravidez precoce em centro de deslocados

Published

on

A Administração municipal de Viana está preocupada com os casos de gravidezes em adolescentes dos 14 aos 16 anos do centro de deslocados da Zona 10, no distrito sede do município. E para reduzir o índice, o director municipal da saúde disse que as autoridades sanitárias estão a traçar estratégias.

São no total 365 famílias que se encontram acolhidas no Centro de Deslocados da Zona 10, no bairro da Vila nova, que beneficiaram, nesta terça-feira, 26, de assistencia médica e medicamentosa gratuita, no âmbito da Feira da Saúde realizada pela administração municipal de Viana para acudir e garantir saúde as populações daquela comunidade.
Com objectivo de levar assistência de saúde mais próxima dos munícipes, bem como a realização de consultas médicas, com realce para as patologias que são recorrentes naquela comunidade, os utentes, entre homens, mulheres, crianças e idosos, beneficiaram de serviços de consultas gratuítas sobre malária, medicina geral, CPN, Planeamento Familiar, Vacina de Rotina, Vacina da COVID e Farmácia, no âmbito da realização da feira de saúde, promovida pela Administração Municipal de Viana.

O Director Municipal da Saúde de Viana, Matondo Alexandre, disse que a realização da feira é estratégica e visa contrapor alguns focos a nível do município, “onde a situação epidemiológica apresenta-se muito má”.

O responsável apontou a gestação precoce em meninas de 14, 15 e 16 anos, constituem a grande preocupação naquela comunidade.

“Um dos trabalhos que vamos fazer nesta comunidade tem a ver com o planeamento familiar mais activo. Vamos trabalhar com as adolescentes e jovens, no sentido de aconselharmos a não apressarem com a gestação, primarem pela formação e fazer entender que as dificuldades sociais não podem expor esta franja da sociedade a uma gestação de risco, por esta realidade vamos trabalhar com os pais e as autoridades deste centro e acima de tudo implementar neste local um programa intenso de planeamento familiar e saúde reprodutiva”, frisou o director da saúde, Matondo Alexandre.
Os moradores da referida comunidade agradeceram a iniciativa da administração municipal e apelaram a continuidade destas acções para garantir saúde e melhorar a vida destas populações provenientes das Províncias do Bengo, Huambo e Bié, como resultado do conflito armado que o país viveu.

A feira que contou com a participação de 15 técnicos da Direcção Municipal da Saúde serviu também para a distribuição de fármacos e mosquiteiros aos utentes, bem como aconselhamento as adolescentes sobre os riscos da gravidez precoce.

A Comunidade de refugiados do centro de Deslocados do Bairro Vila Nova, no Distrito Urbano de Viana, conta com mais de trezentas ( 300) famílias nesta condição desde o ano de 1992.

De forma a garantir assistência social aos moradores daquele centro, a administração municipal vai proceder, duas vezes por semana a realização da feira de saúde, a distribuição de água por via de cisternas, que teve início nesta terça-feira, no âmbito do Programa “Água na minha Comunidade”, bem como vai criar uma sala de assistência para consultas e aconselhamento através de palestras.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *