Connect with us

Politica

Viaduto do Cazenga põe fim à interferência entre o trânsito rodoviário e ferroviário

Published

on

O viaduto Luanda/Cazenga, localizado entre os distritos urbanos do Rangel e do Tala-Hady, em Luanda, foi inaugurado, nesta manhã, pelo ministro de Estado e chefe da casa civil do Presidente da República, Adão de Almeida.

A empreitada do Ministério das Obras Públicas e Ordenamento do Território, iniciada em Março de 2015, teve um orçamento global de 6. 237. 512. 918. 45 kwanzas.

Com duas faixas de rodagem, a obra dispõe de 0,876 Km de extensão e 7,00 metros de largura em cada um dos sentidos, bermas de 1,00 metro, passeios de 2,00 metros e separador central de 60 centímetros.

Na construção do viaduto, que gerou 250 empregos, foram utilizadas 314 estacas com 118 mm de diâmetro e nove pilares (de sete metros de altura e um metro de diâmetro), além de 40 vigas, com capacidade média para suportar 32 toneladas.

O viaduto absorveu, ainda, 6000 m3 de betão, 3700 toneladas de betume e 500 toneladas de aço.

A empreitada, concluída em Agosto último, visa melhorar a fluidez do trânsito automóvel e encurtar distâncias entre os transeuntes da cidade capital.

Pretende-se com a infra-estrutura, construída no desnivelamento da Avenida Hoji-Ya-Henda, cruzamento do Caminho de Ferro de Luanda (CFL), garantir segurança rodoviária e pôr fim à interferência entre o trânsito rodoviário e ferroviário.

Com este viaduto, o Governo estima que venha a ficar mais facilitada a ligação entre os municípios de Viana e Cacuaco, assim como a ligação ao centro da cidade capital.

Trata-se de uma infra-estrutura que conheceu alguns constrangimentos, devido a problemas financeiros e às negociações para a expropriação de casas construídas ao longo do traçado da obra.

Por Angop