Connect with us

Sociedade

Veterinários preocupados com venda de derivados de carne não inspeccionada

Published

on

A Ordem dos Médicos Veterinários na província da Huíla está preocupada com a venda de derivados de carne não inspeccionada, entre eles, chouriços caseiros, torresmos e carnes salgadas, cuja preparação muitas das vezes não obedece os critérios determinados pelos serviços de saúde animal.

A preocupação foi manifestada pela Presidente do Conselho Regional Sul da Ordem dos Médicos Veterinários, Paulina Mingas, que mostra-se preocupada com a venda do chouriço caseiro, cujos animais não são inspeccionados antes do seu abate, e anuncia para breve uma formação para charcoteiros.

“No Sul dos país há muita fabricação de chouriço caseiro. Vamos fazer parcerias para junto dos empresários e empreendedores passarmos a fazer uma vistoria e realizar alguns cursos de formação para melhorar esta cadeia de produção”, salientou.

A responsável dos médicos veterinários para a região sul acrescentou que, actualmente, a província conta apenas com dois matadouros privados que não respondem a demanda dos abates.

“É privado, tem um custo, se calhar o proprietário não consiga pagar, e será uma das frentes que a ordem terá que trabalhar com os futuros parceiros. Teríamos assim matadouros comunitários, que com a presença de um técnico, o camponês possa levar lá o seu animal, fazer um abate e comercializar o seu produto de forma digna”, referiu.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *