Connect with us

Sociedade

Vandalização de bens públicos preocupa Governo da Província do Namibe

Published

on

A denúncia foi feita pelo director provincial do gabinete de Educação da Juventude e Desporto, Agostinho Sebastião Neto, durante um encontro denominado “Dia da Cidadania”, dirigido pelo governador da província do Namibe, Archer Mangueira.

Agostinho Sebastião fez saber que a nível da cidade de Moçâmedes mais de 15 escolas foram assaltadas e vandalizadas e não descarta a possibilidade de o problema ser genérico aos cinco municípios da província.

De acordo com o responsável, os meliantes levam quase tudo que encontram nas instituições de ensino.

“Temos estado a registar actos de vandalização de escolas, com arrombamento de gabinetes e roubos de computadores, temos um bom número de escolas vandalizadas, passam de 15 escolas, sobretudo em Moçâmedes, mas acredito que o problema é provincial”, referiu.

Por sua vez, o governador da província do Namibe, Archer Mangueira, entende que, a solução para salvaguarda dos bens públicos não passa pela contratação de protectores escolares por via de concurso públicos, mas sim pelo envolvimento das comunidades.

“Fazer admissões na função pública para funcionários de protecção de escolas, isso já não é responsabilidade do Estado, a polícia tem feito no limite também do que pode mas a melhor protecção que podemos ter dos bens públicos é de facto a acção daqueles que beneficiam destes bens e passa pela sensibilização dos membros da nossa comunidade para denunciarem todos aqueles que vandalizam os bens públicos, disse.

Colunistas