Connect with us

Sociedade

Vandalismo e furtos deixam ENDE com prejuízo superior a Kz 400 mil milhões em 2023

Published

on

Acções de vandalismo e furtos de equipamentos da rede técnica de energia fizeram com que a Empresa Nacional de Distribuição de Electricidade registasse um prejuízo superior a 400 mil milhões de kwanzas em 2023.

A informação foi avançada esta quarta-feira, 24, à Angop, pelo director do gabinete de Comunicação, Marketing e Relações Institucionais da ENDE. Lauro Fortunato disse que no ano passado foram vandalizados 60 mil metros de cabos, 300 armários de distribuição na via pública, 65 torres de alta tensão e 61 Postos de Transformação (PT), com Luanda, Bengo, Benguela, Lunda Sul e Huíla a liderarem a lista de ocorrências.

“Um outro prejuízo registado foi o derrube de 87 postes de média tensão, por automobilistas, associado aos danos causados por algumas operadoras de saneamento, na actividade de recolha de resíduos sólidos, sobretudo em Luanda, disse, o gestor, citado pela agência noticiosa.

No mês anterior, o ministro da Energia e Águas, João Baptista Borges, disse que “o nível de vandalização de cabos eléctricos da rede nacional de distribuição de energia em quase todo país é assustador” e que o “Estado perde grandes somas de dinheiro para repor o material vandalizado”, lamentou.

Entretanto, segundo Lauro Fortunato, “a ENDE tem trabalhado em colaboração com os órgãos policiais e judiciais, com o objectivo de identificar, responsabilizar os prevaricadores, bem como reduzir estas acções criminosas”.