Connect with us

Politica

“Vamos estar focados em diagnosticar para apresentar soluções” – Ministro do Turismo

Published

on

O recém empossado ministro do Turismo disse esta quarta-feira, 03, que o seu ministério estará focado em realizar diagnóstico ao sector para perceber quais os grandes constrangimentos que impedem a maximização e vinda em grande escala de turistas ao país.

Márcio Daniel, que falava hoje à margem da cerimónia de passagem de pasta, em Luanda, respondia assim ao apelo feito pelo Presidente da República, João Lourenço, para que o novo ministro descubra “porque razão é que, com todas as condições que Angola tem, não conseguimos ainda verdadeiramente atrair turistas para o nosso país”.

“Turismo é uma fileira económica que tem que ser montada em  toda a sua extensão, olhando para os principais constrangimentos que possam existir, mas, sobretudo, trabalhando, ouvindo os principais operadores do turismo nos vários domínios para perceber qual a visão ou constrangimentos que observam no dia-a-dia”, disse, Márcio Daniel.

De recordar, que no início da semana, João Lourenço lamentou o facto de as acções até aqui desenvolvidas pelo seu Governo não estarem a atrair turistas para Angola, passados que estão 22 anos anos desde o fim da guerra civil, em 2002.

“É nisso que vamos estar focados: diagnosticar para apresentar soluções que estejam a altura dos constrangimentos que forem encontrados”, vincou, Márcio Daniel.

Por sua vez, o agora ministro da Cultura, Filipe Zau, destacou a nova fase na qual os departamentos ministeriais irão entrar.

“Este é o começo de um ciclo novo. Já fomos Ministério da Cultura e Ambiente, Turismo, hoje somos da Cultura. Isso quer dizer que as outras duas áreas cresceram e hoje são autónomas. Portanto, é uma altura que, por questões de mecanismo de trabalho, há uma separação entre a área económica e a área social, mas são complementares em alguns aspectos e essa integração vai se fazer na prática”, ressaltou.

“Ainda não sentimos mudanças significativas no Turismo nacional” – João Lourenço

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.