Connect with us

Eleições 2022

UNITA substitui delegados de lista no exterior

Published

on

A UNITA informou, nesta quinta-feira, ter substituído os delegados de lista das assembleias de voto no exterior do país, em cumprimento ao estabelecido pela legislação.

A informação foi prestada à ANGOP pelo porta-voz da campanha eleitoral do partido, Faustino Mumbica, a propósito do ultimato de 24 horas dado, segunda-feira, pela Comissão Nacional Eleitoral para que se conformasse o registo, de acordo com os regulamentos da CNE.

De acordo com a fonte, que não avançou números, trata-se de delegados inscritos na África do Sul e em Portugal, cujos nomes faziam parte da lista apresentada pelo partido, mas não cumpriram os requisitos exigidos, nomeadamente a actualização do registo eleitoral na circunscrição em que pretendiam fazer parte como delegados de lista.

Revelou que a UNITA cadastrou 87 delegados de lista para o exterior.

De acordo com a CNE, a UNITA credenciou 51 mil delegados de lista para estas eleições, em todo o país.

Os delegados de lista na diáspora são designados pelos partidos políticos e coligações de partidos concorrentes, devendo ser credenciados pelas missões diplomáticas e consulares.

Será a primeira vez que angolanos na diáspora irão votar. Para as eleições gerais de 24 deste mês, estão registados 14 milhões e 399 mil eleitores, dos quais 22 mil 560 na diáspora, distribuídos por 12 países.

Este é o quinto pleito na história de Angola e sao contendores os partidos MPLA, UNITA, PRS, FNLA, APN, P-NJANGO e a coligação CASA-CE.

As eleições anteriores aconteceram em 1992, 2008, 2012 e 2017.

C/Angop