Connect with us

Politica

UNITA rende homenagem a Jonas Savimbi

Published

on

Os militantes da UNITA renderam no passado dia 1 de Junho de 2020, homenagem ao fundador do partido UNITA, Jonas Malheiro Savimbi, num acto que aconteceu em todas as estruturas da formação política, a nível nacional, em recordação de um (1) ano depois da exumação e inumação dos restos mortais do seu Presidente Fundador, de acordo com a directiva enviada aos órgãos partidários da força política, nas 18 províncias do País.

Tendo em conta a conjuntura actual de pandemia, o acto central relativo às comemorações ocorreu na Aldeia de Lopitanga, Bié, reunindo uma moldura humana não superior à 150 pessoas, e foi presidido pelo seu Secretário Provincial, Adérito Kandambu, em nome do Presidente da UNITA.

De entre outras acções, a actividade central previa momentos como culto celebrado por ministro da IECA, momento político, Leitura da mensagem dos Antigos Combatentes e Veteranos da Pátria, deposição de flores, palavras por um membro da família, e refeição ritual, bem como uma gravação audiovisual do Presidente da Força Política, Adalberto Costa Júnior, com Mensagem alusiva ao dia, e apelos sobre a necessidade de se enaltecer, valorizar e eternizar a figura de Jonas Malheiro Savimbi.

Adalberto Costa Junior troca Jonas Savimbi pelo Vaticano

Segundo o jornalista Carlos Alberto, o presidente da UNITA Adalberto Costa Junior, desprezou o líder-fundador do seu próprio partido, Jonas Savimbi, para prestar homenagem ao bispo emérito da Diocese de Benguela Dom Óscar Braga.

Segundo um texto do jornalista publicao nas redes socias, o presidente da UNITA preferiu “furar” a cerca sanitária de Luanda para marcar presença no funeral de uma figura Católica em Benguela e não “furar” a mesma cerca sanitária para ir ao primeiro aniversário histórico da transladação dos restos mortais do fundador e ideólogo da União Nacional para a Independência Total de Angola (UNITA), Jonas Malheiro Savimbi, um acto que decorreu hoje na aldeia de Lopitanga, na província do Bié – uma localidade que só ganhou notoriedade internacional no dia 1 de Junho de 2019, no ano passado, justamente porque é lá onde repousam, oficialmente – com o apoio e autorização do Presidente da República João Lourenço, refira-se -, os restos mortais de uma figura internacional como a do “primeiro angolano”.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas