Connect with us

Politica

UNITA reitera necessidade de distribuição inclusiva da renda nacional

Published

on

O presidente da UNITA, Adalberto Costa Júnior, defendeu, hoje, em Luanda, a necessidade de distribuição inclusiva da renda nacional, para acudir a carência por que passam algumas famílias angolanas.

Para o líder do maior partido na oposição, “a elevadíssima taxa de pobreza não tem merecido programas adequados para o seu combate”. Aponta ainda a “inexistência de um programa de reforma”, a fim de mudar o actual quadro económico do país.

O líder do partido do Galo Negro, que falava durante uma conferência sobre “Violência política e o estado da criminalidade em Angola”, apelou, igualmente, às autoridades, no sentido de atacarem as causas da criminalidade violenta no país.

“O estado da criminalidade em Angola tem assumido níveis inaceitáveis e arrisca escapar do controlo das autoridades. Nenhum, cidadão se sente seguro nas suas casas hoje”, denunciou.

Entretanto, na semana finda, a Polícia Nacional anunciou que o quadro da criminalidade no país é estável, embora há alguma preocupação com o aumento de crimes ocorridos com recurso a arma de fogo.

Colunistas