Connect with us

Politica

UNITA reconhece vitória de Helena Bonguela à liderança da LIMA

Published

on

O secretariado-geral da UNITA realizou, nesta quinta-feira, 13, uma conferência de imprensa para fazer o balanço do IV Congresso Ordinário da LIMA e prestar esclarecimento sobre as supostas irregularidades durante o conclave, levantadas pela segunda candidata mais votada, Manuela dos Prazeres.

Em conferência, o secretário-geral da UNITA, Álvaro Chikwamanga Daniel, considerou que o IV congresso da LIMA foi legítimo e conclusivo, com base nos seus estatutos e nos documentos reitores do partido.

“Foi com base nesta prerrogativa que o secretário geral do partido acompanhou, com empenhada atenção, todas as actividades do 4° Congresso Ordinário da LIMA, tanto na fase preparatória quanto na sua realização, prestando todos os apoios essenciais que conduziram à efectivação e ao êxito que foi o Congresso”, declarou.

O político fez saber que o conclave, que reelegeu Helena Abel Bonguela para mais quatro anos à frente da Liga da Mulher Angolana (LIMA), foi bastante inovador, pois permitiu reunir, simultaneamente e a quilómetros de distância, cerca de 649 delegadas organizadas em oito regiões no país e seis no exterior, em perfeita interacção.

Álvaro Daniel sublinhou, na ocasião, que no IV Congresso da LIMA, para além de eleger a sua presidente também foram aprovados relatórios e definidas estratégias para os próximos desafios políticos:

“O IV Congresso da LIMA aprovou o relatório do mandato anterior, actualizou os Estatutos da Organização, definiu uma estratégia para o actual mandato e elegeu, de forma livre, democrática, estatutária e regulamentar a sua presidente nacional que recebe a missão de congregar todas as mulheres filiadas ou não na UNITA para os desafios do partido e do país”.

O secretário-geral da UNITA disse que, até ao momento, não receberam uma reclamação formal da candidata que denunciou irregularidade durante o congresso.

“Vale finalmente reafirmar que a democracia é um valor sagrado da UNITA pelo que o partido tudo fará para a defesa dos seus princípios e regras”, finalizou.

LIMA: reeleição de Helena Bonguela com suspeitas de fraude