Connect with us

Politica

UNITA quer “agitar águas” com novo pedido de destituição do Presidente, diz politólogo

Published

on

O Grupo Parlamentar da UNITA anunciou esta quinta-feira, 27, que vai lançar um novo pedido de destituição do Presidente da República, mesmo sem ainda ter obtido resposta do Tribunal Constitucional ao primeiro processo entregue há meses.

Segundo o líder do Grupo Parlamentar do maior partido na oposição angolana Liberty Chiyaca, a UNITA vai continuar a insistir no processo “por entender que todos são obrigados a cumprir e a respeitar a lei”.

Liberty Chiyaca acrescenta que os mandatos do presidente João Lourenço têm sido marcados por graves violações dos direitos fundamentais.

Por seu turno, chamado a comentar, o politólogo Luís Paulo Ndala, afirma que a pretensão da UNITA sobre um novo pedido de destituição do Presidente da República é de “agitar as águas” e aproveitar-se da crise económica e social que o país vive.

Ndala acrescenta que a iniciativa é livre e caberá ao Tribunal Constitucional avaliar a proposta.

O politólogo vai mais longe e afirma que uma destituição agora não seria relevante, pelo facto de o Presidente da República estar no meio de um mandato.

Escute os comentários no Jornal da Rádio Correio da Kianda