Connect with us

Politica

UNITA protesta na Assembleia contra ataque à caranava do partido no Cuando Cubango

Published

on

O Grupo Parlamentar da UNITA realizou um protesto esta quinta-feira, 25, contra os actos de intolerância política ocorridos no Cuito Cuanavale, Cuando Cubango, em que foram vítimas os deputados e membros da delegação que seguiam viagem ao município.

A empunharem cartazes, os deputados do Galo Negro paralisaram, hoje, por alguns minutos, a sessão na Assembleia Nacional, com dizeres como “Basta de assassinatos em tempos de paz”.

“Pela violenta agressão que os deputados do Grupo Parlamentar da UNITA sofreram em gesto de intolerância política praticada pelo MPLA no Cuando Cubango, estamos aqui na Assembleia a manifestarmos contra os actos de intolerância política”, escreveu o deputado Adriano Sapiñala.

Entretanto, num comunicado, o MPLA refutou o envolvimento de membros do partido no poder, no ataque ocorrido há duas semanas contra os militantes da UNITA, que seguiam em Jornadas Parlamentares.

O Secretário Geral do MPLA, Paulo Pombolo  lembrou que pela sua dimensão, o MPLA, na qualidade de pacificador, “que lutou para que o país fosse pacificado, tendo dado termo à guerra, não pode ser esse partido a incitar os seus militantes a promover a desobediência, intolerância política”.

Recordar que a Assembleia Nacional, através de uma nota de imprensa chegada à nossa redacção, também condenou os actos ocorridos naquele município heroico contra os representantes da Casa das Leis.

Por outro lado, a polícia no Cuando Cubango disse ter alertado a comitiva sobre o risco que a caravana poderia correr, e orientou-se, na ocasião, para optar por um outro itinerário, o que foi ignorado pelos deputados da UNITA.