Connect with us

Politica

UNITA pede intervenção do Presidente da República para pôr fim a greve dos pilotos da TAAG

Published

on

Numa nota divulgada nesta sexta-feira 7 de Outubro,  O Grupo Parlamentar da UNITA diz estar acompanhar “com enorme preocupaçãoe pede intervenção do Presidente da República, para atender as preocupações que motivaram a greve dos pilotos da Companhia Aérea Nacional de Bandeira, TAAG, convocada pelo Sindicato dos Profissionais para dez dias. 

O documento refere que numa fase de intensa competição entre as empresas e mudanças constantes no sector, o início da greve “vem demonstrar um défice de diálogo sobretudo, uma incapacidade de realização dos grandes desígnios nacionais e interesses de distintas classes de trabalhadores angolanos”.

Os parlamentares afirmam que a greve dos pilotos da TAAG, homens e mulheres responsáveis pelo  transporte e segurança de milhões de cidadãos, vem comprovar o fracasso da política nacional de quadros, no que respeita a sua valorização, através da justa remuneração e  com  benefícios sociais e económicos competitivos.

Por outro lado, a UNITA, exige do Governo a assumpção de uma postura alinhada aos interesses dos pilotos, das famílias, das empresas e a resolução satisfatória e  sustentável das reivindicações dos pilotos e outros trabalhadores da TAAG.

O partido UNITA manifesta sua solidariedade ao Sindicato dos pilotos da TAAG e apela ao Presidente da República, na qualidade de titular do Poder Executivo a resolver esta situação o mais rápido possível.

De realçar que decorre desde as primeiras horas desta sexta-feira 7, a greve convocada pelo Sindicato dos Pilotos de Linha Aérea (SPLA), no Aeroporto Internacional 4 de Fevereiro, em Luanda.

 O Correio da Kianda sabe que a paralisação que teve início esta sexta-feira, 07, terá a duração de dez dias.