Connect with us

Politica

UNITA “insiste” na investigação as empresas públicas

Ana Margoso

Published

on

O Grupo Parlamentar da UNITA vai continuar a pressionar à Assembleia Nacional no sentido de se criar comissões de inquérito que terão a missão de investigar os casos do banco BESA, Sonangol, da dívida pública e do Fundo Soberano de Angola.
A decisão que saiu do final do encontro do Comité Permanente, órgão máximo desta organização, orienta os seus deputados a “voltarem a propor a criação das comissões de inquérito”.

“Voltar a propor junto da Assembleia Nacional, os pedidos da criação de Comissões Parlamentares de Inquérito sobre os casos do Banco Espírito Santo Angola (BESA), sobre a Dívida Pública, sobre o Fundo Soberano e sobre a SONANGOL”.

“Estes e outros casos estão na origem do agravamento da pobreza que assola o país e do funcionamento ineficiente das instituições continuam envoltos num manto de silêncio sem que o soberano saiba a verdade sobre as causas da sua desgraça, apesar da Constituição do País lhe garantir o direito de se informar e ser informado, sem impedimentos”, diz o comunicado a que o Correio da Kianda teve aacesso

Em outra ocasião, Adalberto da Costa Junior, presidente do grupo Parlamentar dos maninhos, avançou que o grupo Parlamentar da UNITA continuaria a pressiona.

“No mandato passado o Grupo Parlamentar da UNITA pediu a criação da Comissão Parlamentar de Inquérito ao Fundo Soberano, à Sonangol e ao BES, continuam válido, vamos pressionar para que se constituam essas comissões parlamentares de Inquérito”, apontou o líder parlamentar.

Por outro lado, o partido UNITA, assinalou o another de 2019, como o ano do see líder fundador.

“A fim de dar cumprimento à resolução da IV Reunião Ordinária da Comissão Política realizada em Dezembro passado, segundo a qual os anos devem passar a ser dedicados à um objectivo, programa ou acontecimento relevante à vida do Partido, o Ano de 2019 é dedicado à Consagração da Memória do Dr. Jonas Malheiro Savimbi”, explicam.

É de recordar que o corpo do líder fundador da UNITA, Jonas Savimbi, morto em combate, pode ser entregue este ano pelo governo.

 

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (74)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (14)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania