Connect with us

Redes Sociais

UNITA: “Eu vou ter uma autoridade sobre o Adalberto”- afirma Chicukuvuku

Published

on

Num áudio posto a circular nas redes sociais neste sábado, 23, o político Abel Chicukuvuku, afirma que terá “autoridade sobre Adalberto”, presidente da UNITA, partido para o qual, o fundador da CASA CE e do projecto Político Pra já Servir Angola é o número 2 atrás do líder Adalberto Costa Júnior na lista de candidatos para as eleições de 24 de Agosto próximo.

No áudio de 37 segundo, ao que o Correio da Kianda teve acesso, Chivukuvuku afirma que vai tomar de assalto o partido fundado por Jonas Savimbi, sublinhando que vai controlar a UNITA e o seu presidente, Adalberto Costa Júnior, tendo para o efeito, um plano já montado.

“Neste momento, eu vou ter uma autoridade sobre a UNITA e vou ter controlo sobre a UNITA. Eu vou ter autoridade sobre o Adalberto. Porque mesmo dentro da UNITA, há uma franja que não lhe quer. Eu é que estou a salvar o Adalberto”, diz o Político, acrescentando um episódio sobre actos de intolerância política, na província do Huambo, onde militantes da UNITA obrigavam os militantes do MPLA despirem as camisolas do MPLA, com as quais circulavam nas ruas do planalto central.

Abel Epalanga Chivukuvuku é militante da UNITA há mais de 40 anos. Em 2012 viu-se suspenso do partido, por ter, juntamente com Lukamba Gato e outros políticos da UNITA, questionado a continuidade de Isaias Samakuva a frente do partido, depois deste ter perdido as eleições de 2008 e 2012.

Em 2017 fundou a Convergência Ampla de Salvação de Angola – Coligação Eleitoral (CASA-CE) que veio a ser a terceira força política no país, destronando a FNLA, nas eleições Gerais daquele ano.

Em 2020 foi expulso da Coligação por si fundada, por alegada traição, e criou o projecto político Pra já Servir Angola, com o qual pretendia concorrer às eleições deste ano, mas acabou por ser chumbado várias vezes no Tribunal Constitucional.

No passaso mês de junho, o seu nome apareceu na lista da UNITA ocupando o segundo lugar, o que lhe confere o estatuto de Vice Presidente da República, caso o partido fundado por Jonas Savimbi ganhe as eleições de 24 de Agosto próximo.

É ainda co-fundador da Frente Patriótica Unida (FPU), como vice presidente, pelo seu Pra já servir Angola, juntamente com Adalberto Costa Júnior da UNITA e Justino Pinto de Andrade, com o Bloco Democrático.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas