Connect with us

Sociedade

UNITA condena agressões sofridas por agentes da Polícia em Cabinda

Published

on

Em nota divulgada nesta sexta-feira, 30, o Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA, diz que tomou conhecimento, através das redes sociais, de imagens “condenáveis e inaceitáveis” em que são vistos jovens a agredirem agentes da Polícia Nacional em Cabinda.

No comunicado lê-se que o maior partido na oposição solidariza-se com os agentes da ordem agredidos em plena rua e louva a atitude dos mesmos de não terem feito justiça por mãos próprias, o que poderia degenerar numa violência de largas proporções e consequências incalculáveis.

A UNITA espera que a Procuradoria-Geral da República (PGR) despolete os mecanismos à sua disposição e leve “os jovens agressores às barras do tribunal a fim de responderem, disciplinar e criminalmente pelos seus actos irresponsáveis e servir de lição que desencoraje atitudes do género no futuro”, lê-se na nota.

Por outro lado, o Secretariado Executivo do Comité Permanente da Comissão Política da UNITA exorta o povo angolano, em especial os jovens, a não enveredarem por acções violentas contra cidadãos, sejam eles quem forem, muito menos contra a polícia ou outras autoridades instituídas. Somos um povo de brando costume e temos no diálogo a pedra angular da nossa convivência social há séculos.

O partido liderado por Adalberto Costa Júnior recomenda ao Executivo angolano a não descurar a necessidade de se desenvolverem campanhas de “educação cívica, com vista a munir a juventude angolana de valores que concorram para a paz, dignidade da vida humana e respeito pelas instituições”.