Connect with us

Politica

UNITA atenta a tentativas de desacreditar seu líder, escreve revista sediada em Paris

Manuel Camalata

Published

on

A UNITA, maior partido na oposição em Angola, terá criado uma comissão para prevenir ou anular acções clandestinas de infiltração que estarão a ser gizadas a partir da Casa de Segurança da Presidência da República.

As referidas acções, escreve a revista Africa Monitor Intelligence, visa levar uma campanha de desacreditação contra o presidente daquela formação política Adalberto Costa Júnior.

A publicação acrescenta ainda que a estas acções seguem-se a outras desenvolvidas pela inteligência militar, em Agosto de 2019, e que consistia em dificultar e impedir a eleição de Adalberto Costa Júnior à presidência da UNITA.

A revista assinala que as acções de 2019 deveram-se ao resultado de uma avaliação do regime angolano, que dava conta de que a sua eleição reforçaria o papel da UNITA como principal adversário político do MPLA. Uma campanha que segue a metodologia igual a usada contra Jonas Savimbi, seu presidente-fundador, com a diferença de a campanha contra o actual presidente estar a ocorrer nas redes sociais.

A Africa Monitor Intelligence considera que a alegada campanha visa ofuscar o seu prestigio e fomentar desconfianças e dissensões internas para o desacreditar.

Continue Reading
Advertisement
1 Comment

1 Comment

  1. Avatar

    Pedro Henrique

    13/01/2021 at 11:34 am

    Como é que um indivíduo que não consegue resolver os problemas do seu Partido, vai resolver os problemas do País?

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (80)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD