Connect with us

Politica

UNITA apresenta balanço do segundo mandato do PR

Published

on

O Grupo Parlamentar da UNITA chamou esta quinta-feira, 13, a imprensa para fazer o balanço do primeiro ano do segundo mandato do Presidente da República eleito democraticamente em 2022.

Liberty Chiyaca disse que o titular do poder Executivo interferiu nos outros órgãos de soberania e nos Ministérios das Finanças e da Comunicação Social, por isso, o Galo Negro considera factores suficientes para destituir o Presidente da República.

“Como Chefe de Estado interferiu negativamente no regular funcionamento de outras instituições do Estado”, argumentou.

Liberty Chiyaca disse, por outro lado, que o Presidente da República procedeu adjudicação directa de algumas empresas ao arrepio da lei.

“O Presidente escolheu empresas para se beneficiarem dos principais contratos públicos através de adjudicações directas. O primeiro ano foi caracterizado por mais de meia centena de violação da Lei de contratação Pública e de funcionamento das instituições do Estado”, acusou, o presidente do Grupo Parlamentar da UNITA.

Debate 

O Centro de Debates Académicos vai promover esta sexta-feira, 15, uma mesa redonda sobre as implicações jurídicas e políticas da iniciativa de destituição do Presidente da República. O debate vai juntar políticos e académicos, segundo fez saber o Director Executivo daquela organização, Agostinho Sicato.

“O objectivo é fazer uma abordagem académica do que podem ser as implicações da proposta apresentada pelo Grupo Parlamentar da UNITA”, explicou, avançando que a mesa vai juntar amanhã MPLA, UNITA, em Luanda.

Jornalista multimédia com quase 15 anos de carreira, como repórter, locutor e editor, tratando matérias de índole socioeconómico, cultural e político é o único jornalista angolano eleito entre os 100 “Heróis da Informação” do mundo, pela organização Repórteres Sem Fronteira. Licenciado em Direito, na especialidade Jurídico-Forense, foi ainda editor-chefe e Director Geral da Rádio Despertar.

Colunistas