Connect with us

Politica

Unidades hoteleiras convertidas em hotel-escola

Published

on

Duas unidades hoteleiras Infortur das províncias de Luanda e de Cabinda serão convertidas em hotel-escola, para melhorar a formação nessa área, informou ontem, terça-feira, o secretário de Estado do Turismo, Hélder Marcelino.

Em declarações à imprensa, à margem do acto central do dia mundial do turismo, o responsável referiu que estão em curso processos administrativos para a implementação do projecto, que deverá acontecer no âmbito de uma parceria público-privada.

De acordo com Hélder Marcelino, o desafio passa, também, na aposta de desenvolvimento turístico para atracção de mais turistas no país, com destaque para os polos turísticos de Cabo Ledo, Okavango, Calundula e a região do Namibe.

Para assinalar a data, o Ministério da Cultura e Turismo tem realizado, desde o dia 20 do corrente mês, o programa do Dia Mundial do turismo, a decorrer até ao dia 30 do mês em curso.

O programa tem inscritos visitas ao posto de informação turística do aeroporto internacional “4 de Fevereiro” e ao Miradouro da Lua, lançamento do Website do INFOTUR, apresentação das rotas turísticas dos museus de Luanda, mesa redonda “Repensar o turismo” e uma gala alusiva à efeméride.

O Estado angolano investiu mais de cem milhões de dólares para a construção de cinco unidades hoteleiras do Instituto de Fomento Turístico (Infortur) para realização do Campeonato Africano das Nações (CAN 2010), nas províncias de Luanda, Cabinda, Huíla, Namibe e Benguela.

O Dia Mundial, instituído, em 1980, pela Organização Mundial do Turismo (OMT), coincide com o aniversário da adopção dos seus Estatutos, a 27 de Setembro 1970.

A data visa promover o conhecimento da comunidade internacional sobre a importância do turismo e seus valores sociais, culturais, económicos e políticos, cuidando ainda dos impactos causados pela actividade, além de observar a importância na resolução dos problemas relacionados com a igualdade social.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas