Connect with us

Mundo

Um bilhão de dólares e sistema de mísseis é o que Zelensky leva após visita à Casa Branca

Published

on

O presidente ucraniano Volodymyr Zelensky  visitou esta quarta-feira, 21, os Estados Unidos da América. Após ser recebido na Casa Branca por Joe Biden e a primeira dama Jill Biden, Zelensky leva na bagagem US$ 1,85 bilhão, incluindo a transferência de um sistema de defesa aérea chamado Patriot.

Trata-se de uma viagem histórica, é a primeira vez que Zelensky deixa a Ucrânia desde o início da guerra no país, em 24 de Fevereiro.

Durante o encontro, o presidente Biden citou diversas vezes essa doação do sistema de defesa aérea, que é considerado eficaz e caro. Essa doação, segundo Biden, não deve implicar uma escalada da guerra, já que o sistema é para defesa, e não para atacar os russos.

Joe Biden deu as boas-vindas da Casa Branca ao líder ucraniano com renovadas garantias de apoio dos EUA em meio à contínua investida da Rússia contra a Ucrânia. O americano voltou a criticar a guerra. Ele afirmou que a invasão é inacreditável, e descreveu as acções da Rússia como “um ataque brutal ao direito da Ucrânia existir como nação”.

Biden citou ataques a pessoas inocentes na Ucrânia apenas para intimidá-los, atacando civis, orfanatos, hospitais, escolas e grandes marcos do país.

“Agora eles (os russos) estão tentando usar o inverno como uma arma contra o povo ucraniano, mas o povo ucraniano continua a inspirar o mundo. Digo isso com a maior sinceridade, não apenas inspirar a nós, mas inspirar o mundo com a sua coragem e a forma como escolheram a resiliência no seu futuro”, disse Biden.

Reiterou o apoio do governo dos EUA com ajuda financeira, humanitária e sistemas de segurança: “Nós vamos fortalecer a capacidade da Ucrânia de se defender, especialmente defesa aérea, e é por isso que os EUA estamos dando mísseis e treinando as forças para usar adequadamente os mísseis”.

Na sequência, Zelensky disse “Obrigado antes de tudo”, ao presidente dos Estados Unidos. “É uma grande honra estar aqui”.

Depois de agradecer, o presidente ucraniano contou que esteve perto de Kherson e conversou com um capitão da bateria de mísseis antiaéreos, e que esse militar pediu para que Zelensky levasse a medalha que havia recebido do exército para dar de presente a Biden.

Zelensky, então, presenteou Biden com a medalha, que agradeceu pelo objeto e disse que estava muito honrado. Ele lembrou do próprio filho, que serviu o exército dos EUA no Iraque.