Connect with us

Economia

Governo anuncia saída da OPEP

Published

on

O Governo angolano anunciou no princípio da tarde desta quinta-feira, 21, a saída de Angola da Organização dos Países Exportadores de Petróleo (OPEP).

O anuncio foi feito pelo ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás, Diamantino Azevedo, à margem da 10.ª Reunião Ordinária do Conselho de Ministros, que decorre, até ao momento, sob orientação do Presidente da República, João Lourenço.

“Angola sempre cumpriu com as suas obrigações e lutou o tempo todo para ver a OPEP se modernizar, ajudar os seus membros a obter vantagens. Sentimos que neste momento Angola não ganha nada mantendo-se na organização e, em defesa dos seus interesses, decidiu sair”, explicou aos jornalistas o Ministro dos Recursos Minerais, Petróleo e Gás.

A Organização dos Países Exportadores de Petróleo é um organismo internacional que administra os assuntos relacionados à política petrolífera mundial.

De recordar, que no início de Dezembro, Angola decidiu vetar a decisão da Organização de Países Exportadores de Petróleo e não exportadores (OPEP+), em reduzir a produção do crude para 1.110 mil barris/dia dos actuais 1.180 barris dia.

“Quando vemos que estamos nas organizações e as nossas contribuições, as nossas ideias, não produzem qualquer efeito, o melhor é retirar-se. Entramos em 2006 voluntariamente e decidimos sair agora também voluntariamente. E esta não é uma decisão irreflectida, intempestiva”, referiu o Ministro.

 

Angola protesta decisão da OPEP+ de reduzir produção de petróleo