Connect with us

Sociedade

Uíge: criminalidade obriga moradores do bairro Ana Candande abandonarem suas residências

Published

on

Mais de 150 famílias moradoras do bairro Ana Candande já abandonaram as suas residências por causa dos constantes assaltos de meliantes, que não poupam nem instituições públicas.

São vários os relatos de altos níveis de actos de delinquência na província do Uíge. No bairro Ana Candande, os moradores dizem-se agastados pelos contornos alarmantes que atingiram os actos de delinquência, principalmente na calada da noite.

O cidadão Vieira António disse à Rádio Pública local, que há já algum tempo que deixou de ter noites tranquilas, por causa dos constantes assaltos, tendo sublinhado que por duas vezes viu a sua residência sendo invadida pelos marginais na calada da noite.

Outro cidadão do Bairro Ana Candande, que também se junta ao grito de socorro, é Gonçalves Mendes, para quem, a ousadia dos meliantes deve-se a falta de patrulhamento policial.

O chefe do Bloco 3 da Administração do Bairro Ana Candande, Geraldo Mansani, disse que a falta de posto policial na comunidade forçou os moradores a fugir das suas casas.

“Não tem posto de polícia, por isso estão a fugir dos bandidos. Pode andar pelo bairro e verá que 150 a 200 casas estão abandonadas”, confirmou.

Além das residências, os meliantes deixaram vandalizada uma escola primária que funciona desde 2010, conforme denunciou o subdirector pedagógico, Fernando Jacinto.

“Esses vándalos não são apanhados, por vezes. Há dois anos esteve aqui uma equipa da Polícia, mas ultimamente estes homens foram retirados”, disse, acreditando já ser do domínio das autoridades da província.

O gestor lamenta pelo estado em que se encontra o bairro e a escola onde funciona.

Além do Ana Candande, os bairros Candombe novo, Candombe velho, Benvindo, MBEMBA NGANGU, papelão, Dunga, entre outros estão também a viver o drama de altos níveis de delinquência.

Entretanto, a Vice-governadora do Uíge, para o sector Politico, Social e económica, Sónia Arleth, disse que o governo provincial já domina o assunto, pelo que está a trabalhar para nos próximos dias devolver o sentimento de segurança aos moradores dos vários bairros da cidade de Uíge.