Connect with us

Fama

Twitter bloqueia conta de ‘rapper’ Kanye West

Published

on

A rede social Twitter bloqueou, no domingo, a conta do ‘rapper’ norte-americano Kanye West, na sequência de uma mensagem considerada antissemita.

No ‘tweet’, apagado por violar as regras daquela plataforma, West ameaçou “os judeus” e escreveu: “vocês têm estado a brincar comigo e a tentar excluir qualquer pessoa que se oponha à vossa agenda”.

O ‘rapper’, acabado de regressar à rede social depois de uma ausência de dois anos, observou ainda que não pode ser um antissemita “porque os negros também são na realidade judeus”.

O Twitter indicou a vários meios de comunicação social dos EUA que tinha bloqueado a conta de West, sem referir por quanto tempo, com o fundamento de ter ocorrido uma violação das políticas de utilização.

Ausente da rede social desde novembro de 2020, o artista tinha regressado ao Twitter este fim-de-semana, depois de também ter sido suspenso da plataforma Instagram, por ter sugerido que o ‘rapper’ Sean Combs, mais conhecido como Diddy, estava a ser controlado por judeus.

Os comentários de West foram amplamente criticados por numerosos utilizadores das redes sociais, incluindo líderes políticos e a Liga AntiDifamação (ADL), uma organização influente que combate o antissemitismo.

O regresso ao Twitter do conhecido músico, que agora se chama Ye e tem mais de 31 milhões de seguidores na plataforma, foi celebrado pelo bilionário Elon Musk, que está no processo de compra da rede social por 44 mil milhões de dólares.