Connect with us

Opinião

Turismo em Angola: investir na formação para crescer

Published

on

Angola revela-se um mosaico vibrante de culturas e paisagens, simbolizando um cenário rico em potencial e oportunidades. No coração deste potencial está o turismo, sector emergente e catalisador potencial da revitalização económica do país. Contudo, enfrentamos um desafio crucial: a capacitação profissional dos nossos jovens. Esta não é apenas uma necessidade, é uma urgência que transcende a mera educação, sendo essencial para elevar a qualidade dos serviços turísticos e consolidar Angola como destino de excelência global.

O Plano Nacional de Fomento ao Turismo (PLANATUR)

Como o arquitecto que desenha os alicerces de uma futura obra-prima, o Plano Nacional de Fomento ao Turismo (PLANATUR 2024 – 2027) esboça uma nova era para o turismo angolano. Este plano estratégico visa transformar o turismo numa força motriz da economia, com enfoque na qualidade dos serviços e infraestrutura. As metas incluem a formação de mais de 2.100 profissionais até 2027, começando com 200 já neste ano. Além disso, a implementação de cursos especializados e a criação de centros de formação visam democratizar o acesso à educação em turismo, permitindo que jovens de todas as regiões participem activamente no crescimento do sector.

A Educação como Fundamento do Turismo Sustentável

O turismo em Angola é mais do que um motor económico; é um meio para preservar a nossa diversidade cultural e promover o desenvolvimento sustentável. Integrar conceitos turísticos nos currículos escolares desde cedo é crucial, pois não apenas preparamos jovens para futuras carreiras, mas também formamos embaixadores culturais, profundamente conhecedores e apaixonados por sua herança.

Educação Turística desde a Infância

É fundamental integrar o turismo na educação desde os primeiros anos escolares em Angola. Ao fazermos isso, estamos a formar uma geração que não só conhece mas também valoriza e promove com orgulho o nosso vasto património. Imagine salas de aula em que as crianças exploram as pinturas rupestres de Tchitundulo, descobrem os segredos das grutas do Nzenzo, admiram as Pedras Negras de Pungo Andongo e a lenda da pata da Rainha Nzinga, e investigam as ruínas de Kulumbimbi. Esses estudos fomentam um profundo senso de orgulho e responsabilidade pela preservação desses tesouros, fortalecendo a ligação dos jovens com a cultura e história angolanas.

Modelos Inspiradores e Adaptação em Angola

Observando a Namíbia e Cabo Verde, onde a educação turística fomentou práticas de turismo sustentável, vemos o impacto positivo que uma educação bem direccionada pode ter. Adaptando estas práticas ao nosso contexto, através de parcerias estratégicas com instituições educacionais, podemos enriquecer a formação dos nossos futuros profissionais.

A Formação Técnica e Vocacional: Um Imperativo

A urgência de desenvolver uma força de trabalho qualificada em hotelaria e turismo em Angola é uma realidade que não podemos ignorar. Mais do que simplesmente introduzir novos profissionais no mercado, é fundamental elevar o padrão dos nossos serviços turísticos para atender e, idealmente, superar os benchmarks internacionais. A formação em áreas críticas como turismo e lazer, hotelaria, gestão de eventos e marketing é essencial para preparar profissionais capazes de promover as maravilhas de Angola de forma sustentável e com excelência.

Para alcançar esse objectivo, é crucial aprimorar a estrutura e o conteúdo dos cursos já existentes, garantindo que eles não só atendam às necessidades práticas do sector, mas também cultivem habilidades de liderança e inovação. Além disso, é vital que estas formações sejam acessíveis em todas as regiões do país, promovendo a igualdade de oportunidades para que jovens de todas as províncias possam se tornar profissionais qualificados e agentes de mudança no sector turístico angolano.

Esse compromisso com a melhoria da formação técnica e vocacional não apenas enriquecerá o perfil profissional dos futuros trabalhadores, mas também fortalecerá a indústria turística do país como um todo, assegurando uma abordagem que respeite e valorize a rica diversidade cultural e natural de Angola.

Áreas de Formação Cruciais

Os programas que propomos são abrangentes e alinhados com as necessidades do mercado actual:

  • Turismo e Lazer: Cursos focados em turismo ambiental e rural, além de formações para guias turísticos, equipam nossos profissionais para promover as belezas naturais e culturais de Angola de maneira responsável e engajadora.
  • Hotelaria/Restauração: Programas em áreas como cozinha e pastelaria, gestão de restaurantes e bares, e treinamento para empregadas de andares e governantas, são essenciais para fortalecer o padrão de hospitalidade do país.
  • Marketing/Publicidade: Cursos destinados à organização de eventos são cruciais para dinamizar o turismo, atraindo não só o público local como também visitantes internacionais.
  • Formação de Professores e Formadores: A capacitação pedagógica de professores e formadores especializados em turismo é fundamental para assegurar a excelência e a perpetuidade do ensino profissional.

Exemplos de Sucesso na Região

Observando iniciativas bem-sucedidas em países vizinhos, vemos modelos inspiradores que Angola pode aspirar a replicar:

  • Botswana: Investimentos substanciais em cursos de ecoturismo, focados em sustentabilidade e conservação, têm permitido ao país desenvolver um turismo que respeita o ambiente natural e simultaneamente promove a economia local.
  • Zâmbia: A capacitação em hospitalidade e gestão turística tem sido essencial para empoderar os habitantes locais a melhor gerenciar os serviços turísticos nas regiões próximas às Cataratas Vitória, elevando a qualidade do turismo e aumentando tanto a satisfação dos visitantes quanto o retorno económico.

Estes exemplos demonstram como uma formação direccionada e bem estruturada pode transformar o sector turístico, não apenas melhorando a qualidade dos serviços prestados, mas também elevando a percepção internacional de um destino. Para Angola, isso significa não só aprimorar a experiência turística, mas também fortalecer a economia, criando um ciclo virtuoso de desenvolvimento e inovação.

Compromisso com o Futuro do Turismo em Angola

À medida que Angola se posiciona para se tornar um destino turístico de renome, é essencial a colaboração entre todos os sectores. Convido decisores políticos, educadores, e líderes da indústria a investir em políticas que sustentem a educação contínua e a formação no turismo e hotelaria, reforçando assim a nossa indústria e contribuindo para o desenvolvimento económico e social do país.

Passos Concretos para um Futuro Promissor

Apelo a todos para garantir políticas que apoiem a formação no sector do turismo, desenvolver currículos que integrem o turismo, investir em formação que eleve a qualidade dos serviços, participar na preservação das nossas riquezas, e criar oportunidades práticas para os futuros profissionais.

Juntos, podemos transformar o sector turístico de Angola num exemplo de sucesso e inovação.