Connect with us

Sociedade

Trovoada deixa Rádio Despertar sem emissão

Published

on

Faz hoje terça-feira, 01, três dias que a Rádio Despertar, uma das mais críticas ao Governo, encontra-se sem a sua emissão normal, em consequência da queda de um raio na zona onde está localizada a cabine do emissor daquela estação radiofónica.

Segundo apurou o Correio da Kianda, tudo aconteceu no sábado último, 28, depois do Jornal das 7, quando uma forte trovoada, acompanhada de uma descarga eléctrica de grande intensidade, atingiu a cabine onde ficam localizadas as unidades que potenciam a antena, que acabou por pegar fogo, no momento. Chamados a intervir, os bombeiros deslocaram-se ao local, e terá sido graças à sua intervenção, que os estragos acabaram por ser menores.

Segundo ainda apurou o Correio da Kianda, não foi por falta de avisos por parte dos funcionários daquela estação à direcção da rádio, no caso, a direcção da UNITA, detentora da referida estação emissora, que há muito têm sido alertada das vulnerabilidades a que estão sujeitos os equipamentos da Rádio Despertar, muitos dos quais encontram-se em estados arcaicos.

A falta de manutenção nos equipamentos e a inexistência de equipamentos como pára-raios, segundo apurou o Correio da Kianda, serviu de propício para os raios que se acompanharam de fortes trovoadas e ventanias atingirem o emissor da Rádio Despertar.

O Correio da Kianda sabe que esforços estão a ser envidados pela direcção da rádio, no sentido de se resolver a situação em que se encontra aquela estação, que emite com a frequência 91.0.