Connect with us

Eleições 2022

“Tribalismo” e “exclusão do gênero” entre as razões apontadas por ex-militantes das UNITA rendidos ao MPLA

Published

on

“Tribalismo, falsas promessas, falta de transparência, exclusão do género no seio do Galo Negro”, são entre outras as razões invocadas pelos ex-militantes da UNITA, que  abandonaram o ‘galinheiro’ esta semana e aderiram ao seu adversário político MPLA.

Segundo Nicolau Fernando, antigo dirigente da UNITA, estas práticas têm irritado muitos militantes, “por esse motivo, mais de 140 ex- militantes do galo negro deixaram as fileiras deste Partido”.

Nicolau Fernando disse, ainda, que o tribalismo e o regionalismo acentuado, tem criado muita desorganização no seio do Partido e descontentamento por parte dos militantes, o que faz com que não acreditem no seu Programa de Governo.

Nos vídeos a que o Correio da Kianda teve acesso, é visível a satisfação dos agora militantes do MPLA, que afirmam acreditar bo programa de governação do partido dos ‘camaradas’ e do seu presidente João Lourenço.