Connect with us

Justiça

Três anos depois, exame nacional de acesso à advocacia no país volta a ser presencial

Published

on

O exame nacional de acesso à advocacia no país volta a ser presencial, três anos após ser interrompido por causa da covid-19, informou esta terça-feira, 14, a Rádio Nacional de Angola.

“A nossa expectativa é de recebermos pelo menos 2.500 candidatos, no fundo tem sido esta a média de candidatos que anualmente têm comparecido no exame nacional de acesso à advocacia”, afirmou o director-adjunto do centro de estudos e formação da Ordem dos Advogados de Angola, Nilton Praia.

“O exame nacional de acesso à advocacia consistirá em uma prova escrita presencial, deixamos então de ter o exame virtual, que era seguido de um exame oral”, acrescentou.

De acordo com o responsável, os candidatos têm até dia 31 de Março o prazo limite para efectuarem a inscrição no site do centro de estudos e formação da Ordem dos Advogados de Angola.

O exame incidirá sobre as disciplinas de direito constitucional, direito civil, direito processual civil, direito penal, direito processual penal e sob matérias relacionadas com ética e deontologia profissional, assinalou Nilton Praia.

Colunistas