Connect with us

Angola

Tremor de terra no Bié resulta no internamento de três pessoas

Published

on

Três pessoas tiveram de ser hoje levadas ao hospital Walter Strangway com problemas de pressão arterial alta, em consequência de um tremor de terra  que se registou na província do Bié.

O fenómeno sísmico, que ocorreu nesta quinta-feira, 31, provocou pânico nos citadinos da capital da província, Cuito. Muitos são os moradores, com destaque para os da centralidade Horizonte do Ndjele, onde habitam mais de três mil famílias, que tiveram de abandonar as suas casas quando o tremor aconteceu.

O abalo durou entre os 10 a 15 segundos, e teve como epicentro o município de Cachiungo, província do Huambo, a aproximadamente 100 km da cidade capital.

De acordo com a Central Sísmica de Angola, que avança a informação, a cidade do Huambo foi assolada, por volta das 9h30, pelo tremor de terra que teve a duração de 10 segundos.

O impacto do sismo foi sentido, igualmente, na província do Bié, perto das 11 horas, com os edifícios a estremecerem à semelhança do que ocorreu no Huambo.

Entretanto, os doentes que já receberam alta médica, duas horas depois do ocorrido, foram apanhados de surpresa tal como outros residentes que ficaram com receio de novos abalos.

Na centralidade Horizonte do Ndjele, onde habitam mais de três mil famílias, o fenómeno sísmico provocou pânico geral no seio dos moradores, que abandonaram suas casas, em poucos minutos, mas já regressaram ao conforto das suas habitações.