Connect with us

Politica

Transportes públicos: bilhetes de Luanda válidos em Lisboa e Porto

Published

on

Os bilhetes de viagem nos transportes públicos de Luanda, sob gestão da Empresa Nacional de Bilhética (ENB), passarão a ser válidos para utilização nos transportes públicos das cidades portuguesas de Lisboa e Porto.

A medida resulta de um pré-acordo alcançado esta semana pela direcção da empresa angolana, com as suas congéneres de Portugal, durante a troca de experiências sobre gestão de transportes públicos, que decorre em em Lisboa e Porto.

Uma delegação da Empresa Nacional de Bilhética Integrada (ENBI) está em Portugal, a colher experiências sobre modelo de bilhética com suporte de meios de pagamento online da rede comercial de venda de créditos, bem como sobre o modelo de remuneração das operadoras de transporte.

Na terça-feira, 5, primeiro dia da estada na cidade do Porto, em Portugal, a delegação angolana chefiada pelo presidente do Conselho Executivo (PCE) da ENBI, Mário Nsingui Pedro, reuniu-se com Administração da empresa de Transportes Intermodais do Porto (TIP), liderado pelo Tiago Brandão, acompanhado do Administrador-Delegado, Manuel Teixeira.

Na sequência a delegação angolana visitou a Estação da Trindande, considerada como uma das obras emblemáticas do arqutecto Siza Viera, onde constatou o funcionamento do modelo de pagamentos de bilhetes de passagem com o intermédio do telemóvel, utilizando a mais recente tecnologia de pagamento móvel denominado Near Field Communication (NFC), que sem o contacto emite um título de transporte público.

“É uma tecnologia emergente, que tem revolucionado o sector da mobilidade, facilitando os passageiros no pagamento e acesso aos transportes públicos. Visitámos igualmente uma das maiores lojas de emissão de passes, localizado na Estação da Trindade, onde observámos o processo de emissão de passes”, disse o PCE da ENBI, Mário Nsingui.

Seguiu-se, nesta quarta-feira outra reunião, desta vez com a empresa Transportes Metropolitano de Lisboa (TML), responsável pela gestão de bilhetica de Lisboa, onde foram tratados assuntos afins.

Segundo o gestor, uma das experiências apreendida foi “sem dúvidas a tecnologia NFC, bem como os mecanismos de fiscalização dos transportes e a estratégia de comunicação e divulgação do produto Andante, que faz com que o nível de fraude no sistema esteja situado abaixo de 5%, um número notável na bilhética, atendendo ao facto do sistema de metro do Porto não possuir ‘gates’”, disse.

Nos encontros, de acordo com Mário Nsingui, foram também abordados temas relacionados com a criação da Associação Mobilidades Sem Fronteira, uma entidade constituída por empresas de bilhética da Comunidade de Países de Língua Portuguesa (CPLP), visando uma maior mobilidade entre os utentes dos passes das bilhéticas associadas.

O PCE da ENBI explicou que a intenção é fazer com que “um utente do Cartão Giramais seria válido nos transportes públicos do Porto ou de Lisboa, ou um utente com cartão Andante, do Porto ou Navegante, de Lisboa, seria aceite no SNBI”.

Entretanto, garante que “a proposta foi aceite com entusiasmo e ficou o compromisso de se aprofundar o tema nos próximos encontros”, frisou o responsável.

Sobre o TIP

O TIP – Transportes Intermodais do Porto é um Agrupamento Complementar de Empresas (ACE) participado pela Metro do Porto, Sociedade de Transportes Colectivos do Porto e CP – Comboios de Portugal constituído a 20 de Dezembro de 2002.

Esta entidade tem como missão promover a utilização do transporte público, permitindo uma cada vez maior e melhor mobilidade dos cidadãos da área metropolitana do Porto.

São funções deste ACE a definição de importantes regras de negócio comuns em domínios essenciais como zonamento, tarifário, bilhética e repartição de receitas.

Colunistas