Connect with us

Sociedade

Trabalhadores do Ministério das Pescas denunciam ameaças

Published

on

Os trabalhadores do Ministério das Pescas e Recursos Marinhos, que previam entrar em greve nos próximos dias, denunciam ameaças por parte da entidade empregadora. Na base está a falta de alimentação diária, cartões de saúde, ajustes salariais e actualização de categorias.

De acordo com o primeiro secretário da comissão sindical, esta quarta-feira, 17, vão realizar uma assembleia de trabalhadores para acertar a possível paralisação.

Henriques Chacamba avança que o prazo dado para cumprimento das solicitações do caderno reivindicativo já expirou, e até agora a entidade empregadora não se pronuncia.

“O prazo do caderno reivindicativo já passou. Então, achamos melhor criar uma assembleia dos trabalhadores para decidirmos o nosso futuro”, disse e deixa o alerta que não aceitarão intimidação:

“Não vem aqui intimidar porque não vamos recuar, porque o pior já estamos a passar”, disse.

A comissão sindical denuncia ainda o que considera como “irregularidades” no sector das Pescas e marginalização de quadros.

“Há muita irregularidade no sector das Pescas, sobretudo os quadros são marginalizados. O que nós queremos aqui é a prática se não resolverem questão de saúde, se não resolverem questão de cartão de compras, se não resolverem caixa de peixe mensal, então já não temos mais outro caminho, só temos que partir para a greve”, anunciou.