Connect with us

Bastidores

Tómas Bica pede exoneração da Equipa Económica do governo

Equipa economica do governo contestada

Published

on

O Administrador do Distrito Urbano do Sambizanga, Tómas Bica Mumbundo, pediu ao lider do MPLA,  durante a 3ª Sessão Ordinária do Comité Central, realizada na ultima sexta-feira (13), no Complexo Turístico Futungo II, em Luanda, a exoneração da equipe economica do governo, por esta não estar a corresponder com os desafios do momento.

Ao tomar a palavra no decorrer da 3ª Sessão Ordinária do Comité Central, o antigo primeiro Secretario da JMPLA em Luanda,  justificou o pedido, pelo acentuar da percepção negativa do desempenho da equipa económica do governo, sobretudo em meios de sector empresarial e bancario.

Apesar de estar a acentuar-se a percepção negativa sobre o desempenho da equipa económica do governo, fontes do Correio da Kianda, dizem que ainda não tem nomes para substituir Manuel Nunes Junior no comando da equipa económica do governo.

Recorde-se que, durante a reunião, o Comité Central encorajou o Executivo do Presidente João Lourenço a continuar com a implementação de medidas que visam o fomento do emprego, tendo recomendado:

a) Dar continuidade ao programa do Executivo de reabilitação e construção de estradas em todo território nacional e ao da melhoria das infra-estruturas de saneamento básico, a nível das cidades;

b) Considerar a agricultura, as pescas e o turismo como motores do crescimento económico e o fomento do investimento privado nestes sectores, de modo a aumentar os níveis de empregabilidade, sobretudo da juventude;

c) Acelerar a formalização do sector informal da economia, visando o empoderamento da renda familiar e a redução da pobreza;

d) Continuar o processo de aproveitamento do potencial da juventude para colher o dividendo demográfico em Angola e os benefícios que daí advêm.

Relativamente ao Plano Integrado de Intervenção nos Municípios (PIIM), para que tenha impacto na vida dos cidadãos, o Comité Central recomenda ao Executivo que seja prestado o apoio célere e indispensável para a elaboração dos respectivos projectos e a sua execução com rigor, eficiência e eficácia.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Narciso

    16/03/2020 at 7:09 pm

    A ser verdade teve muita coragem em tocar num ponto aonde ainda se sentem intocáveis.
    Resta saber se o nosso PR tem olhos para ver o que esta errado com os seus pupilos.
    já lá vão anos na equipa económica e de teorias não passam…olha o desemprego aonde chegou.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *