Connect with us

Destaque

Tolerância marca último dia de campanha na Lunda Sul

Published

on

Em passeata, os militantes do MPLA, UNITA e PRS, revelaram que a diferença partidária não separa os angolanos e que a reconciliação nacional em Angola vai se consolidando, ao cruzarem-se na mesma rota.

Os militantes dos três partidos, que encerraram as suas campanhas com actos de massa, pararam num instante na mesma rota, e cada um orientava palavras de ordem como “João Lourenço candidato do povo” (MPLA), “Isaías Samakuva candidato da mudança “ (UNITA) e “Benedito Daniel o candidato certo” (PRS).

Visivelmente tranquilos e alegres, durante cerca de 15 minutos, os militantes dos diferentes partidos, ao ritmo do txianda, dança tradicional da região leste de Angola, dançaram juntos a mesma música.

Durante aquele momento, os militantes das três formações políticas demonstraram maturidade política, fruto dos constantes apelos dos líderes partidários, autoridades tradicionais, religiosas e membros da defesa.

No dia 23 de Agosto vão realizar-se as quartas eleições gerais no país, nas quais serão eleitos um Parlamento, o Presidente da República e o vice-Presidente.

Para as eleições de 2017, a província da Lunda Sul registou 170 mil e 888 eleitores.

Concorrem ao pleito seis formações políticas, nomeadamente, MPLA, UNITA, PRS, FNLA, APN e CASA-CE.

O MPLA é a principal força política angolana, tendo conquistado para a Assembleia Nacional 175 lugares (71,84 por cento), resultantes das eleições realizadas em 2012. Nesse pleito eleitoral, a UNITA, a segunda força, alcançou 32 assentos (18,66 por cento), enquanto a CASA-CE obteve oito cadeiras (6,00 por cento) no terceiro posto, colocando para trás o PRS, com três deputados (1,70 por cento) e a FNLA, com apenas dois (1,13 por cento).

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas