Connect with us

Lifestyle

Testemunha de Jeová processa hospital após receber transfusão de sangue

Published

on

Uma cidadã de nacionalidade equatoriana apresentou uma queixa ao Tribunal Europeu contra um hospital de Madrid por lhe ter realizado uma transfusão de sangue sem o seu consentimento.

Devido a um problema de saúde, a jovem, por sinal Testemunha de Jeová, foi submetida a uma cirurgia, tendo na altura assinado um documento em que se negava a receber qualquer transfusão de sangue, mesmo que a vida estivesse em perigo.

Entretanto, após dar entrada, no Hospital de Soria para se submeter à operação, uma hemorragia obrigou a que fosse transferida para Madrid.

Sendo Testemunha de Jeová, a administração hospitalar contactou um juiz de serviço para saber o que havia de fazer, sendo que este, sem conhecer a identidade, nem as crenças da doente, autorizou que fossem tomadas todas as medidas necessárias para lhe salvar a vida.

Na sequência do sucedido, a mulher apresentou queixa junto do Tribunal Constitucional, que terá ignorado as suas alegações. Em causa está o facto de se afirmar que a mulher estava lúcida no momento em que foi levada para a sala de operações e nada terá dito.

O tribunal de Estrasburgo fez saber, ainda, que ouvirá as alegações da mulher que é contra a transfusão de sangue por ser Testemunha de Jeová.

Continue Reading
1 Comment

1 Comment

  1. Jobilson

    11/01/2024 at 8:14 am

    Ainda lhe salvaram à vida e quer se meter mais no tribunal, ela pensa o tribunal vai resolver algo para ela? O Governo comesa ver estes tipos de situações das seitas religiosas de ser autorizada no país. Mais é verdade este religião não podia existiir, mesmo que te salvaram à vida e quer se meter mais na Justiça, para justificar o que? Afinal não queria viver, se é assim ficava em casa. Para ser salvo com as leituras dos jornais da vossa seita religioso.

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *