Connect with us

Sociedade

Terramoto: embaixada garante que angolanos em Marrocos “estão todos bem”

Published

on

Os angolanos residentes no Reino de Marrocos, onde ocorreu um forte terramoto na sexta-feira à noite, e que foram contactados pela Embaixada de Angola naquele país do Norte de África “estão todos bem”, até ao momento.

A informação foi avançada, este sábado, ao Jornal de Angola, pelo director do Gabinete de Comunicação Institucional e Imprensa do Ministério das Relações Exteriores, António Nascimento.

“No seio da Comunidade Angolana Residente em Marrocos, nada a registar. todos estão bem, incluindo os oito angolanos residentes em Marraquexe, local do epicentro”, reforçou o diplomata citado pelo Jornal de Angola.

De acordo com dados disponibilizados pelo MIREX, vivem em Marrocos cerca de 66 angolanos, entre estudantes e comunidade, de forma disseminadas em “áreas/cidades quase por igual número”

O balanço do terramoto que atingiu Marrocos na sexta-feira, aponta para perto de mil mortos e 1.200 feridos, tendo ainda provocado danos generalizados na região de Marraquexe, importante destino turístico marroquino.

O tremor de terra, cujo epicentro se registou na localidade de Ighil, 63 quilómetros a sudoeste da cidade de Marraquexe, foi sentido em Portugal e Espanha, tendo atingido uma magnitude de 7,0 na escala de Richter, segundo o Instituto Nacional de Geofísica de Marrocos.

Na sequência do sismo, vários Chefes de Estado e Governo, incluindo o Presidente da República, João Lourenço, enviaram mensagens de solidariedade ao rei Mohamed VI de Marrocos.

Colunistas