Connect with us

Mundo

Terramoto: crianças e adolescentes são as maiores vítimas dentre os mais de 40 mil mortos

Published

on

Cerca de 41 mil pessoas morreram em consequência dos violentos sismos que abalaram o Sul da Turquia e a Síria, no dia 6 de Fevereiro. Crianças e adolescentes foram os mais visados, segundo a UNICEF.

A agência da ONU dedicada à proteção das crianças revelou esta segunda-feira, 13, que os menores de 17 anos representam mais de um terço da população afectada pelos devastadores sismos na Turquia, enquanto na Síria “as necessidades são imensas”.

Maher Ghafari, representante da UNICEF na região, adiantou que desde o primeiro dia após o desastre, a UNICEF está a cuidar das necessidades de água e saneamento e enviou camiões-cisterna para áreas onde o fornecimento de água foi interrompido.

Na Turquia, dos cerca de 15 milhões atingidos pelos terramotos existem mais de 214 mil mulheres grávidas, revelou o Fundo das Nações Unidas para a População (UNFPA), citado pelo portal ONU News.

Deste número de mulheres grávidas, quase 24 mil devem dar à luz em Março, acrescentou, lembrando que “as futuras mães precisam de apoio com cuidados obstétricos de emergência e cesarianas e assistência pré e pós-natal.

“Com suprimentos médicos esgotados e centenas de centros de saúde, maternidades e espaços danificados, formou-se uma corrida contra o tempo para salvar vidas”, destaca o portal.

O UNFPA está nas áreas afectadas na Turquia e na Síria para restabelecer serviços críticos e protecção de milhões de mulheres e meninas vulneráveis que precisam urgentemente de cuidados.

Já na Síria, hospitais, centros de saúde e espaços seguros em Alepo, Lattakia e Hama estão a receber kits de dignidade e maternidade para mulheres grávidas e aquelas com partos recentes.

“São milhares de cobertores e casacos, enquanto mais de 20 equipas móveis com ginecologista, parteira e assistente psicossocial atendem a mulheres e meninas nas três áreas mais impactadas na província de Alepo”, frisou o portal da ONU.

Com agências internacionais