Connect with us

Economia

Tecnologia da Huawei distinguida nas operações de rede durante combate à covid-19

Manuel Camalata

Published

on

A empresa chinesa de tecnologia Huawei foi declarada vencedora de um concurso de soluções para apoiar centros de operação de rede durante a pandemia de covid-19, a nível do continente africano, do qual participaram outras cinco empresas a operar em África.

Trata-se do prémio “Covid-19 Response”, no AfricaCom Virtual Awards, para qual a marca chinesa desenvolveu a solução de operação baseada em grade Autin para operações e manutenção de rede (O&M), usando novas tecnologias como blockchain, transformação baseada em grade e a smartisation de operações para permitir o gerenciamento de rede descentralizado durante a pandemia covid-19.

A premiação aconteceu durante o evento AfricaCom Virtual Awards, que reconhece as contribuições da comunidade de tecnologia de África, em campos que incluem liderança corporativa, empreendedorismo, inovação, conectividade, resposta à pandemia e construção de um mundo digital mais acessível e inclusivo.

O confinamento e as restrições de mobilidade impostos pela pandemia apresentaram desafios adicionais aos operadores, com um aumento do tráfego e restrições ao número de trabalhadores permitidos nos centros de operações de rede (CORs).

Para enfrentar esses desafios, a Huawei desenvolveu a operação baseada em grade Autin, que descentraliza o gerenciamento de rede, capacitando os técnicos de campo com ferramentas digitalizadas para monitorar proactivamente os indicadores de qualidade da rede e responder a qualquer degradação antes que os assinantes sejam afectados.

Segundo comunicado da assessoria da imprensa, enviado nesta sexta-feira ao Correio da Kianda, a solução fornece não apenas uma contingência para os CORs dos operadores, como também expande a capacidade de monitoramento de rede com uma operação baseada em rede.

“Uma plataforma digital de big data baseada na nuvem está no centro da solução, aproveitando aprendizado de máquina/IA, algoritmos de predição e regras inteligentes baseadas em conhecimento”, refere o documento, onde se lê também que a tecnologia apresentada aos trabalhadores de campo passam a abraçar uma mudança de mentalidade, com a criação de um centro de comando inteligente – uma “lupa no céu” – que fornece visibilidade em tempo real do status da rede, geolocalização da equipa e rastreamento de resolução de incidentes.

Na ocasião, o director de serviços técnicos globais da Huawei para a África Austral, Leo Lu, disse que a operação de rede é baseada em grande melhora da capacidade de previsão e aumenta a agilidade das operadoras na resposta a incidentes de rede.

“O despacho inteligente e um plano de incentivo baseado na qualidade da rede são recursos móveis adicionais que melhoram o bem-estar dos trabalhadores de campo e reduzem sua exposição à pandemia”, concluiu Leo Lu.

Sobre a Huawei

A Huawei é um provedor líder de infra-estrutura de Tecnologia de Informação e Comunicação (TIC) e dispositivos inteligentes a nível global, tendo uma gama de serviços que incluem redes de telecomunicações, tecnologias de informação, dispositivos inteligentes e serviços de computação na nuvem.

Fundada em 1987, a multinacional chinesa aposta actualmente na expansão da digitalização a todas as pessoas e instituições, com vista a tornar o mundo interconectado, através dos seus 194 mil funcionários em 170 países e regiões do mundo.

Continue Reading
Advertisement
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Advertisement

Colunistas

Ladislau Neves Francisco
Ladislau Neves Francisco (23)

Politólogo - Comunicólogo - Msc. Finanças

Olivio N'kilumbo
Olivio N'kilumbo (21)

Politólogo

Vasco da Gama
Vasco da Gama (79)

Jornalista

Walter Ferreira
Walter Ferreira (15)

Coordenador da Plataforma Juvenil para a Cidadania

© 2017 - 2020 Todos os direitos reservados a Correio Kianda. | Este material não pode ser publicado, transmitido por broadcast, reescrito ou redistribuído sem prévia autorização.
Ficha Técnica - Estatuto Editorial RGPD