Connect with us

Diversos

Taxistas prometem convencer Joana Lina a exonerar Administrador de Cacuaco

Published

on

Nem mesmo depois de terem reunido com a Governadora de Luanda Joana Lina Ramos Cândido, na terça-feira última, (9), onde ficou o compromisso de se atender algumas das reclamações dos taxistas, as três Associações de taxistas em Cacuaco,nomeadamente, a ATA, ANATA e Amotrang, recuaram na pretensão da greve anunciada.

Nas primeiras horas desta quarta-feira, centenas de cidadãos moradores do Município mais a norte de Luanda, viram-se obrigados a regressar as suas casas por falta de taxi, em consequência de uma manifestação protagonizada por dezenas de taxistas, filiados as três associações acima referenciadas.

Paralisação total, queima de pneus nas estaradas e barricadas, foi o que mais se viu na manhã desta quarta-feira em Cacuaco, e constatado pela equipa de Reportagem do Correio da kianda, onde a Polícia, numa intervenção comandada pelo Segundo Comandante Provincial de Luanda, Subcomissario Mateus André , conseguiu travar os protestos, com a detenção de oito cidadãos.

A interrupção dos serviços de táxis desta quarta-feira, para além de ter criado enormes dificuldades na movimentação de pessoas, obrigou muitos cidadãos a optarem por andar a pé, ou a recorrerem a viaturas ligeiras descaracterizadas, que exercem actividade ilegalmente.

Em entrevista ao Correio da Kianda, alguns taxistas explicaram a este Jornal, que em causa da greve, está um descontentamento devido às novas rotas e paragens para táxis colectivos e moto-táxis definida pela Administração Municipal de Cacuaco, e de um suposto autoritarismo, arrogância e falta de diálogo por parte de Auzílio Jacob, Administrador de Cacuaco, a quem prometem persuadir a recém nomeada Governadora de Luanda a exonera-lo.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Colunistas