Connect with us

Economia

TAAG espera redução de 20% do custo de operação com encomenda de novos Airbus

Published

on

A TAAG anunciou a encomenda de nove aeronaves modelo Airbus A220-300, junto dos parceiros internacionais ACG, Azorra e NAC, durante o Salão Internacional da Aeronáutica de Paris-Le Bourget, que decorre até hoje. Com isso, a companhia estima “uma poupança de cerca de 25% em custo de combustível e uma redução do custo de operação de 20% a nível global”.

“No âmbito do plano de crescimento da frota e estratégia multimarca, a TAAG Linhas Aéreas de Angola acaba de celebrar três acordos comerciais durante o evento Paris Air Show 2023 para a incorporação de aeronaves modelo Airbus A220-300 na sua operação, materializados em contratos de aluguer de longo prazo, em regime de dry lease. Ou seja, os equipamentos terão Pessoal Navegante Angolano e manutenção assegurada por quadros locais, após período de formação assegurado pela Companhia”, diz o comunicado enviado ao Correio da Kianda, “reforçando que as aeronaves terão as cores e o branding característico da TAAG, mantendo a conformidade visual com a frota”.

Actualmente, e através dos parceiros internacionais (lessors), a TAAG tem um total de 15 aeronaves modelo A220-300 encomendadas ao fabricante Airbus, com estimativa de entregas faseadas a partir de Abril de 2024.

Cada aeronave A220-300 está avaliada em cerca de 80 milhões de dólares norte-americanos.

Modelo leasing 

O formato de aquisição utilizado pela TAAG, conhecido como modelo de leasing está a ser visto pela companhia de bandeira angolana, como “uma abordagem de investimento ágil e financeiramente sustentável para o contexto da companhia”.

O leasing aeronáutico é o arrendamento ou “aluguer” de aeronaves por um período considerável de tempo, suportado por um contrato específico. Trata-se de um instrumento financeiro largamente utilizado entre as empresas aéreas, pois permite que elas estruturem melhor o seu fluxo de caixa, sem “travar” recursos, gastar milhões numa compra antecipada ou arcar com a depreciação.

O Airbus A220-300 é uma aeronave de última geração em matéria de eficiência e consumos médios. Tem a capacidade para 142 passageiros (130 em classe económica e 12 em
classe executiva). É uma aeronave moderna e extremamente eficiente em matéria de economia de combustível. É um equipamento amigo do ambiente, com reduzida emissão
de CO2 e poluição sonora. O cliente terá conforto superior, entretenimento a bordo e maior espaço na cabine e de bagagem.

“O reforço da frota TAAG é uma evidência do caminho de modernização e crescimento da Companhia, que aposta numa frota mais versátil, capaz de responder melhor às necessidades do mercado e estratégia de negócio (crescimento da rede de destinos e frequências), permitindo que a TAAG possa tirar maior vantagem do posicionamento geoestratégico de Angola, potenciando Luanda como um hub, através do Novo Aeroporto Internacional de Luanda, Drº António Agostinho Neto”, diz o comunicado enviado a este jornal.

Formada em Comunicação Social com habilitação em Jornalismo, a profissional actua no mercado de comunicação há 18 anos. Iniciou a sua carreira em 2004, apresentando um programa de rádio e logo migrou para a comunicação digital, para a impressa e, posteriormente, a institucional. Tem vasta experiência como web journalist, criação e gestão de redes sociais, tendo participado dos projectos de desenvolvimento de diversos sites, blogs e redes sociais governamentais, privados e do terceiro sector. Reside em Luanda desde 2012, tendo trabalhado como jornalista no portal de notícias Rede Angola, como assessora de imprensa e directora de Comunicação e Operações nas Agências NC - Núcleo de Comunicação e F.O.T.Y, atendendo diversos clientes governamentais e privados. Actualmente trabalha como editora do portal Correio da Kianda.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *