Connect with us

Desporto

Suspensão do Petro e Académica obriga adiamento do Girabola 2023/24

Published

on

O arranque do Girabola 2023/24, principal campeonato nacional de futebol sénior masculino, inicialmente agendado para este domingo, 3, está adiado, por conta da suspensão do Petro de Luanda, equipa que deve jogar na jornada de abertura com o seu arquirrival 1° de Agosto.

A supertaça também fica adiado, pois o Académica Petróleos do Lobito, finalista vencido da taça de Angola da última época desportiva também foi sancionada pelo Conselho de Disciplina, com descida de divisão.

A disputa da supertaça, este domingo (3), e o início do Campeonato Nacional de Futebol “Girabola2023/24”, no dia 15 deste mês, foram adiados na sequência das sanções aplicadas, sexta-feira, aos intervenientes Petro de Luanda e Académica do Lobito, pelo Conselho de Disciplina da FAF.

O Petro de Luanda, campeão nacional, foi suspenso de toda a actividade futebolística por dois anos, e a Académica do Lobito, finalista vencido da Taça de Angola, com baixa de divisão.

De acordo a Federação Angolana de Futebol (FAF), a supertaça, prova de abertura oficial da época futebolística nacional, fica, por enquanto, sem efeito, e o arranque do Girabola adiado “sine die.

A 1.ª jornada do “Girabola2023-24” teria como principal confronto o “clássico” nacional entre 1.º de Agosto-Petro de Luanda, de acordo com o sorteio efectuado esta semana.

Dentre as formações sancionadas pela FAF, a Académica do Lobito defrontaria o Isaac de Benguela, e o Kabuscorp do Palanca o Desportivo da Lunda Sul.

A Académica do Lobito foi punida com baixa de divisão por corrupção num jogo da Taça de Angola (22/2023) e multa no valor correspondente a 80.000 UCF (1 UCF equivale a 88 kwanzas), tal como o Kabuscorp do Palanca (descida de divisão e multa semelhante).

O treinador Agostinho Tramagal, da Académica do Lobito, foi suspenso por quatro anos, com multa correspondente a 6.000 UCF, por corrupção, e Bento Kangamba, presidente do Kabuscorp, igualmente por quatro anos e a mesma multa.

No mesmo processo, o 1.º de Agosto foi sancionado com uma multa no valor correspondente a 2.000 UCF, por “inobservância dos seus deveres com a FAF.

Os factos remontam de Junho último, quando vazou um áudio nas redes sociais em que o treinador Agostinho Tramagal revela pormenores sobre a vitória da Académica do Lobito ante o 1.° de Agosto, por 1-0.

No som, ouve-se o técnico a dizer que recebeu três milhões de kwanzas do Petro de Luanda para vencer o jogo contra o D’Agosto, que comandava a prova, o que, a acontecer, colo os “tricolores” para a primeira posição do Girabola 2022-23, o que acabou por ocorrer.

Agostinho Tramagal relata que terá ficado com um milhão e dividido dois milhões entre os jogadores, que receberam 100 mil kwanzas cada.

Com Agência