Connect with us

Politica

Suspensão de Pedro Katchiungo e expulsão de mais de 5 militantes cria mal estar na UNITA

Published

on

O Conselho Nacional de Jurisdição do partido UNITA suspendeu três dos seus dirigentes entre eles, o antigo presidente da bancada parlamentar e candidato vencido no 13º congresso anulado Estevão José Pedro Katchiungo, deputado e ex-secretário provincial de Luanda José Eduardo e Altino Jamba Kapango, por dois anos, conforme consta no documento datado aos 01 de dezembro de 2021, tornado a publico nesta terça-feira, 11.

De acordo com o documento a que o Correio da Kianda teve acesso, foram expulsos das fileiras do Galo Negro, também antigos dirigentes e membros de direção do partido fundado por Jonas Savimbi, por se oporem às decisões da actual direção liderada por Adalberto Costa Júnior, e por sinal subscritores de uma carta que se encontra no Tribunal Constitucional, que visa impugnar a reunião que deu a convocação do congresso que reelegeu Adalberto Costa Júnior a presidência da UNITA.

Segundo o documento que temos vindo citar, foram expulsos da UNITA, nomeadamente Ilidio Chissanga Eurico, Amaro Sebastião Caimama, Sócrates Kabela, Elisbei Bemba Satapi, Manuela dos Prazeres de Cazoto, Ana Filomena J. da cruz Domingos e Filipe Mendonça, todos membros do Conselho Político da UNITA.

Entretanto, o Correio da Kianda contactou os visados para confirmar a veracidade dos factos, por sinal confirmaram, mas minimizam tal decisão dizendo que não resultará em nada, dizendo que, enquanto decorre um processo no TC a decisão dos membros do Conselho Nacional de jurisdição não tem respaldo legal.

A reações não se fizeram esperar. Varias figuras da UNITA, reagiram negativamente a decisão de expulsão e suspensão dos seus companheiros. O responsável para os assunto eleitorais do braço juvenil da UNITA, JURA, Roberto Gamba, criticou a decisão, dizendo que não foi estratégico.

 “Não foi estratégico a expulsão de quadros em plana fase eleitoral, e quem assim procedeu fez ataque a própria UNITA”, Disse.

Assim como o dirigente da JURA, são vários outros membros e militantes da UNITA, que mostram-se contrario da decisão de suspensão de José Pedro Katchiungo, alegando que decisão visa somente, impedi-lo a concorrer as presidenciais do Galo Negro, nos próximos tempo.

Outro elemento que chamou atenção no documento vazado do galinheiro, é a expulsão da antiga candidata a presidência o braço feminino da UNITA, LIMA Manuela dos Prazeres dos Cazoto, e a sua mandatária de campanha Ana Filomena Domingos, esta última, em conversa com o Correio da Kianda, afirmou que a decisão não resultará em nada.

“Cassoma, não te preocupes com isso. Isso não vai já dar em nada”, Disse.

Continue Reading
Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *